Especialista explica o que você precisa saber antes de fazer uma cirurgia plástica

Brasil faz 13% de todas as plásticas do mundo. Especialista explica os cuidados necessários antes da cirurgia

As cirurgias plásticas têm se tornado cada vez mais populares e acessíveis no Brasil. Levantamento da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS, em inglês) aponta que, em 2019, foram feitos quase 1,5 milhão de procedimentos cirúrgicos no país, o que representa 13,1% do total realizado em todo o mundo.

Entre os procedimentos mais procurados estão a lipoaspiração (15,5%), aumento de mama (14,1%) e abdominoplastia (10,4%). Nas redes sociais, famosos têm compartilhado o pré e pós-operatório o que, muitas vezes, faz parecer que se trata de algo simples, mas é preciso ter cuidado antes de realizar qualquer procedimento.

advogada especialista em Direito Médico Beatriz Guedes afirma que é fundamental pesquisar sobre o profissional para identificar se ele está apto para realizar aquele tipo de procedimento. “Deve ser considerada a especialização do médico, verificar se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), se consta processo judicial em face dele nos sites dos Tribunais de Justiça e quais os motivos”, orienta Beatriz.

A advogada, que atuou durante toda a sua carreira em clínicas de cirurgia plástica e fundou uma ONG para oferecer procedimentos subsidiados a vítimas de discriminação estética, conta que algumas pessoas só tomam conhecimento do profissional depois da cirurgia, quando algo não saiu como o esperado.

A estrutura do hospital onde a cirurgia será feita também deve ser considerada. “O hospital deve ter salas em bom estado de conservação e equipamentos adequados para atendimento durante e após a cirurgia, além de drenagens pré e pós-operatórios. É preciso que tenha todos os recursos necessários para socorrer o paciente em caso de uma eventualidade”, explica a advogada.

Consulta

Após escolher o profissional é o momento de agendar a consulta, Beatriz ressalta que nessa etapa é importante que o paciente informe tudo que sabe sobre sua saúde ao cirurgião. “Além de deixar claras as suas expectativas, o paciente deve passar todo seu histórico de saúde, como doenças crônicas, alergias, se já realizou outras cirurgias, se faz uso de medicamentos. Precisa, também, seguir as orientações e realizar os exames necessários solicitados pelo médico”, afirma.

Além disso, afirma Beatriz, a pessoa deve se informar, com o médico sobre os detalhes do procedimento pelo qual pretende passar. “É a etapa de tirar todas as dúvidas. Se vai colocar um implante mamário, pesquise o laboratório que oferece o produto, procure saber detalhes sobre o pós-operatório e só faça a cirurgia se a sua saúde estiver em dia”, completa a especialista.

Não é só estética
Beatriz afirma que as cirurgias plásticas e outros procedimentos estéticos têm o poder de transformar vidas. “A cirurgia apresenta muitos pontos positivos na vida das pessoas, principalmente naquelas que sofrem alguma discriminação. Não é só sobre estética, é saúde mental, é encerrar aquele problema que provoca insegurança e devolver o bem-estar e a autoestima da pessoa”.

Acompanhamento psicológico
A especialista alerta que a decisão de fazer uma cirurgia plástica deve ser pautada na racionalidade. “O paciente deve ser orientado que nem tudo se resolve cirurgia plástica, em alguns casos é essencial buscar ajuda psicológica para entender qual é a necessidade, se aquilo realmente faz sentido, se existe algo que precisa ser corrigido para não se arrepender depois”, completa.

Cinco cuidados antes de fazer uma cirurgia plástica
– Pesquise o profissional, consulte a SBCP e só faça se ele for especialista;
– Pesquise tudo sobre o procedimento que deseja fazer;
– Conheça as instalações do hospital onde a cirurgia será feita;
– Informe todo o seu histórico de saúde, faça todos os exames e siga as orientações médicas;
– Procure orientação de um psicólogo para entender a sua necessidade

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar