Mau Hálito X Clima Frio: Por que surge e como evitar

O clima frio atinge boa parte do país pela chegada do inverno, além de prejudicar a saúde com gripes e doenças respiratórias, também pode favorecer o desenvolvimento de outros problemas inconvenientes, como por exemplo, o mau hálito.

Isso ocorre devido à mudança de hábitos provocada pelo clima gelado, que acaba influenciando também a alimentação nessa época do ano.

 

Com o frio, a pessoa tende a procurar alimentos mais calóricos e ricos em gordura – uma reação instintiva do organismo, frente ao gasto maior de energia no inverno, com o objetivo de nos manter mais aquecidos.

O metabolismo de gorduras em nosso corpo pode fazer com que alguns ‘subprodutos’ sejam eliminados pela via pulmonar de excreção, alterando o nosso hálito e provocando a halitose (mau hálito).

 

A cirurgiã dentista, periodontista e especialista em halitose Dra. Bruna Conde lista as principais causas de alteração do hálito e sua relação com o frio:

 

Menos consumo de água, mais chances de mau hálito

Outro problema é o menor consumo de água, típico nos períodos frios, o que pode acarretar na diminuição de saliva, pois essa substância, é composta em 98% de água.

 

A falta de água limita a produção de saliva, justamente o que ajuda no combate e no controle das bactérias. Em casos mais avançados, esse avanço dos micróbios pode causar problemas como cárie e gengivite.

 

“Quando a nossa boca fica desidratada, as bactérias que vivem dentro dela conseguem intensificar a sua atividade, o que causa cheiro desagradável.” explica a especialista Bruna Conde.

 

Você já percebeu que o clima frio desfavorece os hábitos de higienização bucal?

A água gelada da torneira não é o melhor estímulo para a boa escovação dos dentes e para a higiene da língua, não é mesmo?

 

“Com a higiene negligenciada, ficamos mais vulneráveis a doenças bucais que podem provocar mau hálito, como a gengivite. Sem falar que o frio é a época do ano favorita de algumas doenças que se espalham mais facilmente em ambientes fechados, como a gripe, que também pode auxiliar na alteração do hálito” fala a periodontista Dra. Bruna.

O que fazer para evitar esse problema e manter a saúde bucal no inverno?

– Evite o consumo excessivo de alimentos calóricos e ricos em gorduras;

 

– Beber de 1 a 2 litros de água por dia é algo imprescindível, pois como já vimos, 98% da saliva é água. No inverno é normal beber menos água e com isso você poderá ficar desidratado. A desidratação leva a boca seca que pode causar maior incidência de cáries, mau hálito e doenças gengivais;

 

– Em casos de gripes e resfriados, evitar a automedicação. A melhor opção é procurar um médico;

– Para evitar problemas de boca seca durante o inverno, beba água o dia inteiro, para isso tenha uma garrafa de água o tempo inteiro com você;

 

– Não exagere no consumo de bebidas com açúcar e cafeína;

 

– A ingestão de bebidas alcoólicas e o fumo secam a boca, o que aumenta a incidência da gengivite e do câncer bucal;

 

– Dê preferência aos enxaguantes bucais sem álcool;

 

– Procure manter uma dieta saudável e equilibrada.

 

Lábios ressecados e rachados são também problemas frequentes durante o inverno. Para evitar que isso aconteça utilize protetores labiais e a ingestão de água também contribuirá para que os lábios permaneçam hidratados.

 

“Além das dicas citadas, priorize um estilo de vida saudável, inclua bons hábitos de dieta e de higiene oral na sua rotina diária e visite regularmente o seu dentista. Assim você contribuirá para sua saúde geral, além de garantir um sorriso lindo, saudável e livre do mau hálito!” finaliza a Dra. Bruna Conde.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar