Projeto “Achei Montadoras” ensina profissão de montador de móveis às mulheres

Oferecido principalmente a refugiadas e público feminino de baixa renda, a ação ensina uma nova profissão a um grupo desamparado financeiramente

Teve início nesta segunda 23/5, mais uma turma do curso “Achei Montadoras”. Idealizado pela Achei Montador, empresa pioneira no e-commerce de montagem de móveis no Brasil, em parceria com o Sebrae, o objetivo do projeto é formar profissionais mulheres em um setor ainda dominado por homens. O curso ensina na prática funções como montagem de móveis, instalação de suportes para eletrodomésticos e painéis de TVs e smart home. As informações para as próximas turmas podem ser encontradas nas redes sociais da Achei Montador Instagram (https://www.instagram.com/acheimontador.oficial/) e Facebook (https://www.facebook.com/oficial.acheimontador).

O curso impacta diretamente na inclusão de quem precisa de uma atividade que dê maior segurança financeira, tanto para as novas profissionais como para suas famílias. Segundo os dados do Comitê Nacional para Refugiados (Conare), o número de pessoas exiladas no país em 2021, era de cerca de 54 mil pessoas, a maioria delas venezuelanos.

Neste ano, o projeto terá quatro partes: a primeira e a segunda serão ministradas de forma conjunta por um professor experiente na área. As alunas aprenderão sobre a história dos móveis, evolução das ferragens, tipos de materiais como MDF, além da aula prática de montagem.

A terceira etapa conta com as aulas oferecidas de forma remota pelo Sebrae para capacitação em gestão e empreendedorismo. O conteúdo é ministrado por meio do Sebrae Delas e disponibiliza atendimentos individuais. Nesta parte, as alunas receberão um curso de MEI para tirarem todas as dúvidas sobre a modalidade e se tornarem pequenas empresárias.

Para finalizar, como quarta etapa, as alunas terão por 60 dias, aulas em campo, acompanhadas pelos montadores da Achei Montador. Ao final da capacitação, a participante tem a oportunidade de prestar seu serviço pelo e-commerce da Achei Montador, saindo com uma fonte de renda já garantida e recebendo 25% a mais que os homens, como incentivo para que continuem na profissão.

Para a primeira turma, a organização espera um grupo com 20 pessoas, e ampliar o número de grupos conforme a procura por interessadas. “Observamos que nossa plataforma só recebia profissionais homens para a função. Como trabalhamos dentro das casas das pessoas, muitas clientes pediam profissionais mulheres para fazer o serviço, pois se sentiam mais seguras quando estavam sozinhas, por exemplo. Foi aí que pensamos na possibilidade de oferecer uma capacitação que permitisse que mulheres entrassem nesse mercado”, explica Geraldo Rigoni, CEO da Achei Montador.

Esta é a segunda edição do curso, lançado em 2021, que na oportunidade contou com 93 mulheres inscritas. De lá para cá, a plataforma já atua na grande São Paulo com mais de 15% dos seus profissionais mulheres. A ideia agora é ampliar a capacitação para os demais estados, começando pelo Rio de Janeiro. “A Achei Montador atende em todos os estados brasileiros, nossa intenção é ampliar o número de mulheres montadoras atuando em nosso e-commerce e levar o curso para todos os estados”, completa Geraldo.

Nos últimos anos, o número de mulheres em profissões tipicamente masculinas aumentou. Atividades como engenharia civil registraram crescimento no número de mulheres matriculadas na graduação e em exercício. Segundo o Confea, somente em 2017, a presença feminina no mercado de trabalho saltou 28,1% em comparação com o ano anterior. Geraldo ainda finaliza: “é muito importante dar oportunidades para as mulheres em todos os campos de atuação. O setor moveleiro necessita da força e cuidado delas para garantir uma excelente montagem das encomendas”.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar