Mercado de antidepressivos cresce durante a pandemia de coronavírus

Segundo psiquiatra, transtornos de humor e de ansiedade são algumas das causas que levam as pessoas a recorrerem aos antidepressivos

De acordo com o relatório da Pró-Genéricos (associação das indústrias de medicamentos genéricos e biossimilares), com base em dados do IQVIA, consultoria que monitora o varejo farmacêutico no país, o mercado de antidepressivos avançou 13% na comparação com 2020.

Durante a pandemia da Covid-19 no Brasil, o sentimento frequente de tristeza e depressão atingiu 40% dos adultos brasileiros e a sensação de ansiedade e nervosismo foi relatada por mais de 50% deles. Os dados são do estudo sobre comportamentos realizado no Brasil, em 2020, pelo Instituto de Comunicação e Informação Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais e a Universidade Estadual de Campinas.

A depressão e a ansiedade são consideradas as duas maiores doenças psiquiátricas que acometem e prejudicam as vidas de milhões de pessoas ao redor do mundo. Esse número tem crescido cada vez mais e essas patologias não poupam crianças, adolescentes ou idosos.

Segundo o psiquiatra Dr Hesley L. L. Miranda, que acaba de lançar o livro “O diário da felicidade” publicado pela Literare Books International, estes transtornos não devem ser taxados como frescura, nem falta de fé e muito menos necessidade de chamar a atenção. “Ansiedade e depressão podem causar danos graves irreversíveis nas vidas das pessoas acometidas e também naqueles que convivem com tais pessoas. Felizmente, a sociedade tem acordado para este fato, procurando ajuda profissional com maior frequência e isso contribuiu para o aumento do consumo dos antidepressivos ”, relata o psiquiatra.

O livro contribui para aqueles que estão procurando transformar positivamente suas vidas. Utilizando-se de uma abordagem que incentiva o leitor a ser ativo em seu processo de libertação do sofrimento, pois para ele não há transformação real se não for a partir do comprometimento individual, o autor ajuda o leitor a compreender os fatores que o impede de ter uma vida plena.

O formato interativo do livro tem como objetivo primordial estimular o leitor a assumir uma postura mais ativa e íntima diante das questões abordadas, respeitando, assim, a individualidade de cada pessoa nesse processo. “A obra é mais que um convite para a autorrealização. É um presente amoroso para a construção de um novo ser humano: mais consciente, mais saudável e, definitivamente, mais feliz”, destaca Dr. Hesley.

SOBRE O AUTOR
Dr. Hesley L. L. Miranda – Em Brejo Santo, cidade de 50 mil habitantes do interior do Ceará, Hesley desenvolveu o gosto pela leitura ainda na adolescência. Formou-se em medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), identificando-se com a área da psiquiatria desde o início de sua formação. Cursou residência no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (no qual continua atuando até o momento como preceptor), e complementou sua formação com uma subespecialização em psicogeriatria na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Sempre teve como inspiração o seu pai, ávido leitor de livros espiritualistas e filosóficos, que o influenciou a adquirir também este hábito e aplicar os conhecimentos adquiridos na sua prática diária.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar