Gestação x Atividade Física: Pode ou não pode?

A ginecologista e obstetra Dra. Carolina Curci fala sobre os cuidados com a gestação e as atividades físicas, e explica quando é indicado manter os exercícios

O sentimento de dever cumprido após um treino na academia, a retomada do fôlego depois daquele treino funcional intenso, e o prazer de terminar daquela corrida no sábado de manhã. Quem ama se exercitar conhece bem essas sensações. Por isso, para algumas mulheres, quando a notícia da gravidez surge, junto com ela vem as dúvidas: Afinal, posso ou não posso manter a rotina de exercícios durante a gravidez?

Segundo a Dra. Carolina Curci, é preciso destacar que atividade física é bem-vinda em todos os períodos da vida, porém com algumas ressalvas. Antes de indicar exercícios físicos a uma gestante é preciso avaliar como era sua rotina antes de engravidar.

“Se a mulher antes da gestação já mantinha atividade física diária, tinha um condicionamento cardíaco e pulmonar, com certeza ela pode continuar a se exercitar após a confirmação da gravidez. A Viviane Araujo é um exemplo que podemos citar, aos 47 anos, grávida e que vai desfilar na Sapucaí. Antes mesmo da gravidez ela já era uma mulher ativa, acostumada a planos e treinos diários”, declara Dra. Carolina.

A profissional ressalta que, apesar da permissão os treinos não são liberados logo após o positivo. É preciso adaptar cada fase da gestação, no primeiro trimestre a carga de exercícios deve ser reduzida, devido aos cuidados no início de gestação, é necessário ter a avaliação e acompanhamento do obstetra.

Para as mulheres que estão grávidas e gostariam de melhorar sua condição física e ganhar qualidade de vida, mas que não tinham essa rotina antes da gravidez, a Dra. Carolina orienta que inicie devagar, procure um personal trainer especializado em gestantes e comece com exercícios específicos e indicados pelo obstetra.

“O importante é sempre avaliar a condição da mulher antes de gestar. Sinais e sintomas que contraindiquem a atividade física. Se a paciente não teve nenhuma ameaça de aborto, não tem nenhuma incompetência istmo cervical, não tem o colo do útero curto ou nenhuma ameaça de parto prematuro estará mais que apta a se exercitar”, comenta Dra. Carolina.

Ela ressalta que, no caso da atriz Viviane Araújo deve haver cuidados, como a hidratação da gestante, durante o desfile e algum tipo de alteração do salto alto, pois devido aos hormônios da gestação é muito comum entorses e lesão dos ligamentos, e claro, levar em conta a disposição da gestante. Mas, não há contraindicação em uma gestante saudável praticar exercícios físicos, desde que adaptados para cada fase da gestação e avaliados pelo obstetra que acompanha.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar