A importância das escolhas alimentares nas refeições intermediárias

Lanches rápidos e nada saudáveis são os itens mais consumidos em home-office; nutricionista orienta sobre hábitos e práticas

Com a rotina intensa de trabalho e a correria do dia a dia, muitas pessoas fazem da falta de tempo uma barreira para um estilo de vida mais saudável. Por isso, na maioria das vezes, optam por consumir algo prático, porém nada saudável, principalmente nos lanches. “As refeições intermediárias são grandes desafios, pois alimentos como salgadinhos, bolachas recheadas, bolos e biscoitos, mesmo que ingeridos em pequena quantidade, podem interferir no bom funcionamento do organismo ao serem consumidos diariamente”, explica Bruna Pavão, consultora nutricional da linha de snacks saudáveis Cuida Bem.

Muitas vezes, para suprir a necessidade de um alimento prático, as barras de cereais são os itens mais procurados, visando, também, a saudabilidade. “Porém esses snacks possuem características nutricionais muito diferentes das verdadeiras barras de nuts, como as produzidas pela Cuida Bem. Essa confusão precisa ser esclarecida para que os consumidores possam escolher a melhor opção”, destaca a profissional.

Ela esclarece que as barras de cereal podem conter um teor maior de carboidratos devido à presença de flocos de arroz e de milho, por exemplo. Além disso, podem possuir excesso de conservantes, corantes, açúcar e xarope, aumentando o teor energético e podem levar ao aumento do açúcar no sangue, trazendo prejuízos à saúde.

  1. “Já as barras de nuts possuem sementes e oleaginosas inteiras, como castanhas e amendoim, que possuem um valor nutricional mais balanceado e são fontes de nutrientes importantes, como fibras, antioxidantes, vitaminas, gorduras boas como o ômega 3 e, ainda, minerais como o selênio e o zinco”, diz Bruna.

De acordo com a profissional, no início da pandemia as refeições intermediárias menos nutricionais ficaram mais consolidadas, principalmente pela necessidade de se adaptar a novos estilos de vida e hábitos, incluindo o isolamento social. “Como consequência, percebemos no Brasil e no mundo uma grande mudança alimentar, tanto positiva quanto negativa”, afirma.

Em consonância, uma pesquisa realizada pelo IBOPE, em 2020, revelou que houve um aumento de 31% no consumo de industrializados, 20% de fast-foods em aplicativos de delivery e 19% mais ingestão de refrigerantes. Além disso, a compra de ultraprocessados subiu motivada pela praticidade de cozinhar, e 40% das pessoas disseram não ter mais tempo para fazer refeições diariamente.

“Pensando em pausas rápidas do dia a dia, durante o home-office, por exemplo, o ideal é sempre priorizar lanches com uma boa quantidade de proteína e carboidratos complexos, como um iogurte com frutas, sanduíche natural feito com patê de frango, smoothie de frutas, castanhas e nuts. Todas essas opções, além de nutritivas, proporcionam mais saciedade ao longo dia”, indica a especialista.

Outras dicas para ter hábitos saudáveis diários, principalmente nas refeições intermediárias, são:

·       Ter sempre em casa e na mochila/bolsa snacks práticos e fáceis de serem consumidos, como barrinha de nuts, frutas e sanduíches naturais;

·       Separar um dia da semana para preparar os alimentos e congelar;

·      Panquecas, muffins e bolos de caneca, podem ser excelentes opções de lanches e combinam super bem com os doces zero adição de açúcares da linha Cuida Bem;

 

·     Consumo adequado de água: A boa hidratação do corpo também ajuda no melhor funcionamento do organismo, na regulação da temperatura corporal, na melhora da pele e dos cabelos, no controle da saciedade e auxilia na redução do inchaço corporal. O recomendado é consumir, no mínimo, 35ml de água para cada quilograma de peso corporal;

 

·        Dica de ouro: seguir a Cuida Bem nas redes sociais. A marca sempre oferece ótimas dicas e sugestões de lanches rápidos para facilitar o dia a dia de forma saborosa.

 

“Os produtos da marca Cuida Bem são grandes aliados daqueles que estão buscando novos hábitos para uma rotina mais saudável, pois além de não conterem açúcar refinado, são fontes de energia e contêm diversos ingredientes nutritivos, fontes de vitaminas e minerais importantes. Além de serem práticos e muito gostosos de consumir”, ressalta a nutricionista, que ainda completa: “Lembrando que o importante é manter o equilíbrio e evitar as restrições, assim conseguimos alcançar mais benefícios a longo prazo.”

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar