BBB 22: como o Yoga pode ajudar os participantes nos desafios e ser um forte aliado no reality show da Globo?

Carlo Guaragna, ícone do yoga no Brasil, revela segredos de respiração, meditação e até maneiras de aliviar o corpo nas provas de resistência: 'Contrair o abdômen para recrutar força, elevar os ombros para proteger o pescoço e apertar os maxilares para não ficar vulnerável podem ser boas alternativas'.

É possível vencer os desafios e provas de resistência do “Big Brother Brasil” (Globo) apenas usando os ensinamentos do yoga. Pelo menos é isso que acredita o professor Carlo Guaragna, que trabalha há 10 anos na área e tem mais de 15 mil alunos. Segundo ele, que ultrapassa 180 mil seguidores no Instagram com dicas de como colocar o método no dia a dia, um dos principais pontos para mandar bem e conquistar a liderança é saber economizar a energia corporal:

“Nas provas de resistência os participantes enfrentam, muitas vezes, frio, calor, sede, fome e permanecem na mesma postura por horas, e isto, casualmente consiste na rotina básica de um meditador e um praticante. Nesses casos algumas técnicas respiratórias do yoga associadas a consciência corporal e concepção de que por pior que seja aquela experiência em algum momento ela vai acabar, podem ajudar muito. Essa tomada de consciência pode converter o participante de um estado de desespero para um estado de entrega e relaxamento, afinal é apenas uma questão de tempo.”

Na edição de 2022 do reality vários participantes são adeptos do yoga. Barbara Heck, Linn da Quebrada, Jessilane e Jade Picon são algumas das sisters que já mostraram suas habilidades fazendo algumas posições de alongamentos e relaxamento. Linn até chegou a brincar depois uma prática pela manhã: “Não mais treta”, mostrando como as técnicas podem acalmar os integrantes do programa.

Além de mudar o pensamento, existem métodos específicos dessa prática que podem ser muito úteis para os participantes:

“O Sitkari pranayama nos ensina a inspirar pela boca com os dentes cerrados, por exemplo, para resfriar o corpo. Já para esquentar, a respiração nasal é a mais indicada. Há inúmeras maneiras de como, por exemplo, usar a ujjayi pranayama, que se realiza contraindo a garganta, aumentando assim o atrito do ar nesta passagem e aquecendo o ar no canal por onde ele passa.”

Na primeira prova de resistência do “BBB 22” os participantes precisaram ficar parados no mesmo local por horas e horas. Bárbara, que já participou de um retiro espiritual onde teve aulas de Yoga, foi a vencedora ao lado de Laís. A sister demonstrou muita segurança e calma para encarar o desafio. Carlo reforça o papel do yoga e da respiração para superar desafios mentais como a ansiedade e o estresse, que podem surgir:

“O ser humano em situação de estresse possui algumas reações clássicas como: contrair o abdômen para recrutar força, elevar os ombros para proteger o pescoço, apertar os maxilares para não ficar vulnerável, contrair a fisionomia do rosto para expressar raiva e disposição para os adversários e etc. Isto evidentemente desgasta o corpo drenando a energia. Aprender a relaxar, meditar e respirar é o segredo para desfazer estas tensões durante o programa.”

As pessoas normalmente relacionam a meditação a um ambiente calmo e tranquilo, algo que a “Casa mais vigiada do Brasil” não costuma ser. Mesmo assim Carlo acredita que é possível manter a prática dentro do programa:

“No Oriente, em mosteiros que ficam nos cumes e vales dos Himalayas, os yogis costumam se enclausurar em cavernas frias, desertos áridos, montanhas e realizam práticas de privações nos ambientes mais hostis. Entendo que a casa do BBB seja um ambiente desafiador para manter a prática, mas com certeza é um local no qual isso se faz necessário. Afinal, o mundo não é a calmaria que desejamos e é nele que devemos ter consciência, amor, paz e autoconhecimento.”

Durante o “BBB” é comum que muitos conflitos aconteçam entres os integrantes. Algumas pessoas chegam a perder o equilíbrio emocional e acabam desistindo ou não aguentando a pressão. Carlo conta que yoga também pode auxiliar nessas questões e ser um grande aliado:

“Em momentos de estresse, ter consciência e mesmo na presença do impulso não agir com o comportamento desesperado, agressivo, explosivo, mas sim tomar a relação com o outro em uma dimensão maior. Uma das primeiras percepções que a prática de yoga proporciona às pessoas é entender que os impulsos internos que culminam em ações indesejadas na nossa vida sempre são passageiros e o auto-controle consiste em não agir conforme a raiva ou irritação mas sim deixa-las passar para concretizar ações e diálogos.”

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar