As diferentes faces da verdade no clássico de Luigi Pirandello, Nobel de Literatura

A peça Assim é (se lhe parece) coloca em debate os conceitos de realidade e objetividade

O que uma peça de teatro representada pela primeira em 1917, na Itália, durante a Primeira Guerra Mundial, pode ter em comum com as situações cotidianas vividas em 2022? A resposta é: tudo. Assim é (se lhe parece) é um melodrama burguês sobre a essência da verdade. Focado na obsessão de seus personagens pela vida alheia, a obra encontra ecos nos dias atuais, especialmente na fixação cada vez maior pelas redes sociais.

Pirandello explora questões filosóficas fundamentais, colocando em xeque os conceitos de verdade e objetividade. Desde seu lançamento no século XX, inúmeras montagens da peça acumularam-se mundo afora – inclusive uma performance lendária do Teatro Brasileiro de Comédia, em 1953, com Cleide Yaconis e Paulo Autran, elogiada por Décio de Almeida Prado e vencedora do Prêmio Governador do Estado de São Paulo.

A obra, uma das principais manifestações da dramaturgia do século XX, chega novamente às livrarias do Brasil onze anos depois da primeira edição, com novo projeto gráfico criado para a coleção Luigi Pirandello na Tordesilhas Livros, que já conta com o e-book de Esta noite se improvisa. A nova edição apresenta, também, bibliografia e cronologia sobre a vida do autor e posfácio do crítico e professor livre-docente na Unicamp, Alcir Pécora.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar