A importância de agradecer

Espiritualista mostra os benefícios de estar em harmonia com o universo e agradecer sempre

Você sabia que algumas pessoas acham o estado de gratidão perda de tempo? Pois é, essas pessoas são chamadas de negativas, céticas, ranzinzas, enfim. Antes de entrarmos no mérito do efeito gratidão é preciso entender que a gratidão é para todos, mais nem todos são para gratidão é uma prática que requer um total desapego a bens materiais e emocionais. Mas, como ser desapegado em pleno século 21 em um mundo tão capitalista?

Segundo a espiritualista Kélida, ao se lançar no estado de gratidão você entende a famosa frase, á males que vêm para o bem, como o simples fato de desejar comprar uma roupa e não comprar e depois de alguns dias essa roupa entrar em uma super promoção, quem nunca passou por isso? “Eu já e confesso que eu saí da loja rindo com o sorriso nas orelhas. Agradeci, fui grata e vou te contar o maior segredo da gratidão, porque sim minhas caras e caros leitores, o fator gratidão não é você agradecer o que recebe e sim agradecer o que você criou e se preparou para receber. Porque essa história poderia ser contraria, você ter comprado a roupa pelo preço X e dias depois perceber que ela entrou em SUPER promoção, nesse caso, confesso que a gratidão daria espaço para uma “pequena” revolta.”, explica.

Existem dois tipos de gratidão, aquela que está disponível o tempo todo e aquela que você cria, abaixo a espiritualista ensina a ativar o modo gratidão da forma correta. Aquela que está disponível o tempo todo é você ser grata (o) pela beleza de um pássaro, pela graciosidade da rosa, é ser grata pela natureza e por tudo que ela te oferece, mas esse estilo de gratidão é altamente sabotadora, digo isso, pois quando você agradecer pela vida e pela beleza do pássaro, você logo lembra do desmatamento, dos passarinhos na gaiola, e automaticamente seu estilo de vida aciona o censo de revolta e seu estado de gratidão se transforma em revolta.

“Agora vou te ensinar a criar situações para ser grata (o) pois essa funciona e dificilmente ativará gatilhos negativos. Vamos ao exemplo acima, imagine você entrar em uma loja, amar uma bolsa, ver o preço e naquele momento ela não está acessível a suas economias. Você tem duas opções, se lamentar e ativar o espírito do não poder, ou criar uma imagem mental onde ela entrará em uma promoção a um preço X e você comprando, conforme sua possibilidade. Quando você cria essa imagem, crie também uma sensação e se imagine usando e agradecendo a sua compra e claro também já agradeça o ato de poder criar aquela sensação.”, explica Kélida

As possibilidades de ativar a gratidão são mais reais quando você coloca em atividade seu desejo ardente em um objeto ou situação.

Uma outra forma de gratidão  é aquela que gera valor pessoal e ser grata (o) pelas coisas que para você são obvias ou que passam desapercebido, ao sentar-se na mesa seja grata (o) pelos alimentos, ao deita-se na cama seja grata (a) pela paz ao dormir, pelo leito, pela coberta e se você me pergunta, Kelida esse fator não vai ativar o outro fator negativo da revolta? Não e tem um truque para isso, quando agradecer, por exemplo pela comida em sua mesa, pergunte como pode retribuir.

Por exemplo: Gratidão pelo meu alimento do dia, como posso ajudar quem nada têm? Universo, coloque em meu caminho uma forma de contribuir.

Logo você receberá uma mensagem de alguém que conhece, em um grupo que participa, falando que estão precisando de pequenas doações para montagem de cestas básicas. O fator gratidão é isso, você cria as situações, agradece e gera valor.

Ser grato é colaborar e fazer essa energia divina girar o universo contribuindo com a solidariedade e amor.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar