Intercâmbio para adultos: Aproveite a experiência

Existem diversas opções de intercâmbio para adultos que buscam aprender um novo idioma ou vivenciar uma nova cultura, ficou curioso? Confira!

Existe idade certa para fazer intercâmbio? Segundo a especialista em intercâmbio e CEO da Agência Eagle, Arleth Bandera, a resposta é não! Todos podem se aventurar em uma viagem para o exterior durante qualquer fase da vida. “Não importa se você busca aprendizado pessoal, profissional ou se almeja simplesmente ter uma experiência nova, um ano sabático” – pontua.

A procura por pacotes de intercâmbio para pessoas com mais de 30 anos teve um aumento de 25% a 30% nas agências. Embora as opções (período, pacotes, acomodações e perfil de viagem) precisem ser diferentes daqueles oferecidos para os jovens, é um nicho muito importante para ser explorado.

Assim, já é possível encontrar diversos cursos de idiomas que duram poucas semanas ou alguns meses, cursos técnicos, viagens a lazer focadas em praticar o idioma nativo, entre outras opções personalizadas de acordo com o perfil do intercambista. Além de que, esses programas são voltados para adultos com mais de 30 anos, facilitando diversas questões burocráticas, como autorizações e tutelas necessárias para menores de idade.

“Muitos adultos  começam a estudar outro idioma, como o inglês, por exemplo, já na fase adulta, seja por uma grande volta de viajar ou por uma necessidade profissional. Por conta disso, muitos intercâmbios são focados no ensino de idiomas e funcionam como um intensivo. Nesse programa, existe a inclusão de uma carga horária diária ou semanal de aulas de inglês, além de passeios, devido à imersão no idioma nativo, é bem possível aprender muito em um período de tempo pequeno”, explica Arleth.

Principalmente para aqueles que possuem mais de 30 anos, na maioria das vezes, fazer um intercâmbio não estava nos planos, mas a cada dia que passa, mais empresas se mostram ser globais, construindo relações com diversos países e muitas das vezes até abrindo filiais fora do país, nesse contexto, o mercado de trabalho também sofreu mudanças, principalmente no que se refere às qualificações exigidas dos profissionais. Aí bate o desespero, o que fazer? Muitos começam a fazer aulas em escolas de idiomas, mas para uma experiência mais profunda e rápida, o intercâmbio é a melhor solução.

“Ao dominar uma língua estrangeira, na maioria das vezes, o inglês, além de ganhos salariais maiores, as chances de conquistar uma vaga aumentam bastante. Por exemplo, o percentual de chance de contratação para quem fala o inglês, é cerca de 50% maior, Por isso, quando pessoas maiores de 30 anos chegam aqui na Eagle meio receosos, achando que estão velhos para fazer intercâmbio, sempre mostro todos seus pontos, sou a primeira a incentivar.”, conclui Arleth Bandera, CEO da Eagle Intercâmbio.

 

Quer saber mais sobre intercâmbio, visto, Green Card? Fique de olho no site da Eagle e não perca nada. www.eagleintercambio.com

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar