Por que alguns relacionamentos viram amizade?

Durante algum tempo de relacionamento é normal que aconteça um distanciamento ou até esfriamento entre o casal, a psicóloga Vanessa Gebrim e a especialista em sexualidade, Talita Gois explicam porque isso acontece e listam dicas de como melhorar o relacionamento que passa por essa dificuldade

A rotina faz parte da relação amorosa e possui as suas partes positivas e negativas. Em muitos casos a convivência do casal se torna cômoda, o que acontece é que, depois de algum tempo de relacionamento, a amizade acaba prevalecendo mais do que a paixão. Estudos científicos mostram que a paixão dura entre 18 e 30 meses, uma média de dois anos, por isso é preciso pensar em maneiras de reinventar a relação.

Outro ponto que também impactou diversas relações foi o isolamento social causado pela pandemia do covid-19. Para se ter uma ideia, nos primeiros três meses de quarentena no Brasil, aumentaram os divórcios consensuais em cartórios com cerca de 54%. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de divórcios em 2021 cresceu 75%.

De acordo com a psicóloga Vanessa Gebrim, especialista em Psicologia Clínica pela PUC de SP, diversos fatores podem fazer com que os relacionamentos amorosos se tornem amizade. “Isso pode acontecer quando a rotina toma conta do relacionamento e acaba esfriando aos poucos a relação, em alguns relacionamentos longos, o casal pode de alguma forma se acomodar. Outro fator é que as pessoas tornam-se individualistas, priorizando seus próprios interesses e a parceria acaba diminuindo, contribuindo para o afastamento do casal”, explica.

A sexóloga e estudante de psicanálise, Talita Gois, explica como o tantra pode ajudar os casais que estão passando por esse afastamento tanto emocional como físico. “Acredito que com o tempo o casal perde algo muito valioso, a conexão, e essa é responsável por mantê-los em harmonia. Quando se perde, é normal aparecerem as dúvidas e o medo. Eu aconselho o casal a criar um ritual diário de conexão e, principalmente, ter um diálogo saudável. O tantra é uma verdadeira terapia que traz uma nova visão sobre nós mesmo, isso reflete diretamente nas nossas relações amorosas em que os casais podem vivenciar ou ter uma segunda lua de mel, em que o parceiro redescobre cada centímetro do corpo do outro. Envolve meditação, cheiro, frutas, beijos e respiração. É um ritual lindo de amor e reconexão”, diz Talita.

De acordo com a psicóloga Vanessa Gebrim, é importante ficar de olho em alguns sinais que podem gerar crises no relacionamento, como a falta de desejo, falta de vontade de estar com o outro, a comodidade que seria quando não há mais interesse em agradar e surpreender o outro ou quando não existe vontade em compartilhar momentos juntos. “É sempre importante que o casal continue fazendo planos juntos, tenha atenção um com o outro, dialogue sempre, demonstre carinho, pratique o autocuidado e que entenda a necessidade um do outro”, explica a especialista Vanessa.

As especialistas listam dicas para os casais melhorarem seus relacionamentos amorosos. Confira:

1 – Faça as refeições juntos: “É importante pensar em pequenos momentos para o casal, como tomar um café da manhã especial uma vez por semana, jantar juntos, trazer um momento a dois. Para os parceiros, esses momentos são fundamentais para criar conexões”, sugere Talita.

2 – Tenha um hobbie em comum:  “Um hobbie reflete também a personalidade do casal, vocês podem marcar de malhar uma vez por semana juntos, fazer uma aula diferente ou mesmo se aventurar em uma atividade nova, como escalada, dança, futevôlei, tudo isso pode criar um desligamento automático da rotina”, complementa

3 – Peça desculpas quando necessário: “A alma além de ficar mais leve, possibilita traçar os novos planos para o casal. Orgulho não leva a lugar algum”, comenta Vanessa.

4 – Tenha um diálogo: “Conversar é a chave da relação, é importante ter um momento a sós para contar do seu dia e também questões mais profundas sobre o que estão sentindo”, revela Vanessa.

5 – Olhem nos olhos: “Quando você olha diretamente nos olhos do parceiro isso transmite seriedade, integridade e confiança. A terapia tântrica traz uma nova visão sobre o prazer em geral, sobre a essência de sentir o prazer nas pequenas coisas, nos detalhes”, defende a sexóloga Talita.

6 – Agradeça: “Demonstrar gratidão é super válido para o crescimento do casal”, revela a psicóloga Vanessa.

7 – Elogie: “Elogiar além de alegrar, pode levar à autoestima do parceiro”, explica Vanessa.

8 – Não tenha medo de expor seus desejos e opiniões: “Não queira que o outro adivinhe seus pensamentos, falar o que sente é extremamente necessário para a construção de um bom relacionamento”, ressalta Talita.

9 – Crie momentos únicos do casal: “A vida é muito valiosa, e cada momento criado pelo casal é importante para criar vínculos e laços profundos”, comenta Vanessa.

10 – Apimente a relação: “O tantra pode ser praticado por homens, mulheres, casais e não existe distinção de sexo, cor, etnia ou qualquer outro tipo de padrão. Inclusive, o que muitas pessoas não imaginam, é que até mesmo pessoas que têm algum membro amputado realizam o Tantra. É uma terapia e é para todo mundo, transforma a vida das pessoas, ensina elas a se olharem de forma diferente”, finaliza a especialista em tantra, Talita Gois.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar