Tchau, Inveja!

*por Daniele Costa

Atenção!! Assunto polêmico!

Vamos falar sobre inveja?

“Eu sempre acho que a grama do vizinho é mais verde que a minha”. Em cenários de conflito, ou que as frustrações são estimuladas, essa temática aparece e é importante trazer à consciência o que está por trás desse sentimento.

A inveja está muito ligada a desejar aquilo que não possuo ou que considero como ausente ou insuficiente em minha vida.

E não se trata apenas de situações materiais, mas também de relacionamentos, forma de agir e se comportar do objeto de desejo.

Tem uma expressão que diz o seguinte: “O que provoca a inveja não é o dinheiro, casa ou o carro que você tem, até mesmo porque, às vezes, o invejoso tem tudo isso. O que provoca a inveja é o seu brilho, o que ele ainda não consegue apagar”.

  • O sentimento de inveja é destrutivo e tóxico.
  • O sentimento de inveja paralisa.
  • O sentimento de inveja é um distraidor das nossas potências e capacidades.

 

Nas minhas mentorias, elas aparecem em duas situações:

  • Aquele que sente a inveja.
  • Aquele que é objeto de inveja.

 

No primeiro caso, busco trabalhar a individualidade do ser, trazendo ferramentas que possam identificar seus potenciais, reconhecer suas competências, habilidades e recursos disponíveis de forma a trazer mais gratidão por quem se é.

Aplico também a ferramenta da “Árvore de Sucesso” e fazemos uma trajetória de tudo que foi construído e foi conquistado ao longo da vida.

E também a ferramenta “visão de futuro” a fim de que possamos conectá-lo aos seus desejos mais verdadeiros e profundos.

Trabalhamos os conceitos e definições de sucessos que balizam suas escolhas, a fim de que possamos destruir aquilo que não condiz com sua essência e verdade.

Buscamos também trabalhar as projeções e expectativas com relação a si e aos demais.

Aqui é muito importante trabalhar o florescimento do ser e trazer consciência para o presente que ele é, sendo quem é, eliminando suas frustrações.

A base da inveja são as frustrações nutridas ao longo da vida, e por isso é importante analisar o indivíduo como um todo.

Aquele que sente a inveja apresenta algumas características:

  • A baixa estima e invalidação do ser é uma constante.
  • Busca diminuir os outros ou habilidades, ganhos e competências do seu objeto de desejo a fim de reduzir a suas insatisfações e frustrações.
  • Possui forte sentimento de competitividade a fim de provar sua superioridade.

 

Por sua vez, aquele que é objeto de inveja pode apresentar como características:

 

  • Necessidade de pertencimento e reconhecimento.
  • Duvidar de seus sucessos e ganhos.
  • Duvidar de quem se é.
  • Tem forte tendência a se autossabotar.
  • Buscar se diminuir ou reduzir suas qualificações para corroborar as relações tóxicas, reflexo da inveja.

Neste caso, também trabalhamos com ferramentas que elevem a autoestima e que criem maior conexão com o ser, pois o indivíduo que sofre com os efeitos da inveja, possui forte desconexão de si e conexão com externo.

Trabalhamos as crenças que estão por trás como também as limitações.

Trabalhamos também códigos de silêncio, a fim de observar quando e com quem os sucessos podem ser compartilhados.

Busca se desenvolver uma mentalidade mais fortalecida a respeito do indivíduo. Quando se sabe quem se é, não existe vítima e nem algoz, apenas somos seres vivendo experiências de desenvolvimento e evolução.  E mais uma vez reforço aqui. “Se te faz feliz ver o voo dos outros, então você entendeu tudo”.

 

Sobre Daniele Costa

A especialista em gestão de pessoas é mentora, palestrante e facilitadora em desenvolvimento integral humano.  Também é idealizadora da Plataforma da Vida, um portal de conteúdo e serviços voltados para autoconhecimento e gestão emocional. Formada em letras, passou pelo serviço público de Brasília e atuou 13 anos como bancária, nove deles como gestora.

Durante os anos de banco, coordenou trabalhos que exigiam empatia e a presença do outro, o que a fez expandir características como a facilidade com a escrita e o interesse em relacionamento humano. Ainda em seus anos corporativos, se aprofundou na área de gestão de pessoas com cursos dentro e fora do país, conhecendo a ferramenta Access Consciousness, entre outras.

Além do portal, Daniele também criou o coletivo Brazilinas, que em um ano de existência desenvolveu, entre outras ações, a capacitação profissional de diversas mulheres em situação de vulnerabilidade social, trabalhando também a autoestima e incentivando a independência dessas mulheres.

Para saber mais, acesse: https://plataformadavida.com/ e Instagram: @plataformada.vida e @dani.costa.oficial

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar