Alimentação saudável movimenta o mercado e consolida uma tendência na gastronomia brasileira

Com a chegada da primavera, os pratos vão se tornando cada vez mais coloridos, agregando as flores comestíveis na alimentação saudável. Além de temperar, o vinagre de maçã, com propriedade antioxidante, é ingrediente indispensável

A preocupação com a boa saúde e a longevidade tem mudado radicalmente os hábitos alimentares do brasileiro. Somente no ano passado, o aumento no consumo de frutas e hortaliças passou de 40,2% para 44,6%, segundo o Estudo NutriNet Brasil. A venda de produtos saudáveis, sem glúten, com menor teor de sódio, e mesmo os alimentos orgânicos, movimentam cerca de R$ 100 bilhões no País, de acordo com levantamento recente realizado pela Euromonitor International. Na sétima posição mundial no mercado de alimentos e bebidas saudáveis, o Brasil deve colher ainda mais frutos até 2025, crescendo 27% neste segmento.

Entre cifras e porcentagens, a realidade mostra que o consumo cada vez mais regular de produtos orgânicos e veganos consolida a alimentação saudável também como tendência na gastronomia brasileira.

Com a chegada da primavera, também as flores comestíveis encontram lugar de honra em pratos variados, tornando-os mais saborosos e coloridos. No mundo, há mais de 50 mil espécies de flores comestíveis, sendo 10 mil no Brasil. Entre as mais consumidas estão a capuchinha, o amor-perfeito, o hibisco e as rosas. “Elas são atóxicas e cultivadas de forma orgânica. Por isso, podem ser utilizadas na decoração de pratos doces e salgados e ainda em saladas”, diz a chef de cozinha Márcia Nogueira.

Flores comestíveis são ricas em vitaminas e fibras. “São antioxidantes, e temperadas com vinagre de maçã, que também tem esta propriedade, tornam-se uma combinação perfeita para a saúde”, afirma a chef. Márcia destaca o vinagre de maçã como ingrediente que não falta às suas receitas. “A qualidade e o sabor deste produto são incríveis.”

Especialista em vinagres e sócio-proprietário da Almaromi Viccino, empresa pioneira na produção natural de vinagre de maçã no Brasil, Rodrigo Margoni observa que a versatilidade do produto combina perfeitamente com esta tendência gastronômica mais saudável e natural. “Não por acaso, observamos uma procura cada vez maior por nossa linha de produtos”, afirma o empresário.

O vinagre de maçã tem propriedades anti-inflamatória e antimicrobiana. O consumo como alimento ou em pequeninas doses diárias diluídas em água ajuda a reduzir o colesterol, auxilia no controle do diabetes, melhora a digestão e diminui a pressão arterial, entre outros benefícios. Alguns compostos encontrados no vinagre de maçã agem dificultando a absorção de carboidratos no intestino e, com isso, favorecem a perda de peso. A presença de antioxidantes atua para retardar o envelhecimento.

“O vinagre de maçã agrega valor nutricional não apenas a pratos mais simples, como saladas, mas também a iguarias elaboradas”, reforça Margoni.

A chef Márcia Nogueira prepara uma receita de bolo vegano que reúne várias tendências de alimentação saudável. Entre os ingredientes, o vinagre de maçã não pode faltar.

 

BOLO VEGANO COM BANANA E CALDA DE FRUTAS VERMELHAS AO VINAGRE DE MAÇÃ

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar