Cirurgia de implantes dentários se torna mais acessível no Brasil – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Cirurgia de implantes dentários se torna mais acessível no Brasil

Segundo o IBGE, cerca de 45 milhões de brasileiros têm indicação para colocação dessas raízes altamente tecnológicas, que agora imitam com perfeição os dentes naturais. A novidade é que atualmente o tratamento se tornou mais rápido, acessível e seguro

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente na boca. Outros 39 milhões usam próteses dentárias rudimentares, como dentaduras, onde há prejuízo para as funções mastigatórias e, também, para a autoestima. Porém, a grande novidade é que a partir dos avanços tecnológicos, os implantes dentários, pouco a pouco, estão se tornando tratamentos mais democráticos, rápidos e seguros. “Com os implantes, tive melhorias na fala, mastigação e, claro, no meu sorriso, que voltei a exibir sem medo”, diz o paciente João Arditi. “E o melhor é que o valor do tratamento coube no meu bolso, achei bem acessível”, comemora.

A técnica é a mais recomendada para substituir um ou mais dentes perdidos, seja por cáries, doenças gengivais ou traumas, com benefícios estéticos e para a saúde, em geral. “Hoje, com todas as inovações da área, os implantes se integram ao osso mais facilmente, têm encaixe perfeito e um pós-operatório tranquilo, com menos dor e a uma rápida volta às atividades”, comemora Fabio Azevedo, cirurgião-dentista que integra o departamento de Pesquisa & Desenvolvimento da S.I.N. Implant System, empresa global que é uma das líderes mundiais na fabricação de implantes dentários.

O especialista explica, a seguir, todas as conquistas e benefícios para o paciente, a partir das novas tecnologias na área dos implantes dentários. Veja:

Mais democrático e acessível. Com a evolução do mercado brasileiro, hoje a colocação de implante custa aproximadamente quatro vezes mais em conta do que o valor de antigamente. Bem diferente do que ocorria há cerca de dez anos, quando todas as peças eram importadas. A excelente notícia é que hoje não se trata mais de um procedimento elitizado e considerado para poucos. Hoje, muitas clínicas facilitam o tratamento, que se disseminou para toda a população. “E a tendência é que o implante dentário fique ainda mais acessível, com o passar do tempo”, ressalta Azevedo.

Mais segurança e precisão. Antes da colocação do implante, é feita uma avaliação minuciosa da cavidade bucal, clínica e tomográfica. E, é bom que se diga, essa etapa do pré-operatório evoluiu. “Com scanners, impressoras 3D e softwares avançados, o resultado é a impressão em terceira dimensão, bastante fidedigna, da arcada dentária do paciente, indicando a posição ideal que deve ficar o implante”, explica o cirurgião dentista Fábio Azevedo.

“A precisão é milimétrica e, com isso, a cirurgia passa a ser minimamente invasiva e fica ainda mais segura para o paciente”, conclui o especialista.

Além disso, o design dos implantes atuais proporciona maior estabilidade na arcada dentária e melhor qualidade na osseointegração – assimilação entre o osso e a superfície de titânio, material biocompatível de que é feito o implante.

Menos tempo. Diferente do planejamento à mão livre, o método digital agilizou muito o tratamento, sobretudo na fase do planejamento, etapa crucial para o implante ser bem-sucedido. O processo foi simplificado e ganhou eficiência total, com uma extraordinária redução do período gasto para sua conclusão. “Muitas vezes, tudo é resolvido em uma única consulta”, explica Azevedo.

Para quem não se lembra, a instalação de um implante demorava antes muitos meses ou, até, mais de um ano. Hoje, os casos que exigem período prolongado de atendimento passaram a ser exceções.

É que a técnica mais moderna permite a confecção de guias cirúrgicos (peça que irá orientar a posição e instalação correta do implante) com extrema precisão, onde o dentista já sabe o ângulo e local exato da perfuração do implante. “Como resultado, além do trauma no local ser bem menor, o tempo do paciente na cadeira é bastante abreviado”, explica Azevedo.

Ele acrescenta que as sessões também ficaram mais curtas. “O atendimento por consulta foi reduzido em até 30%”, diz Azevedo.

Mais conforto e qualidade no atendimento. Outra consequência dessas inovações é que elas garantem uma estética perfeita. “A técnica digital oferece um acabamento excepcional”, afirma Azevedo.

Para completar, e experiência como um todo ganhou conforto e qualidade. “O processo tradicional, com molde de gesso ou cera, costumava provocar ânsia, o que era bem incômodo”, conta o especialista. “Com o escaneamento 3D, isso deixa de acontecer, e o procedimento no geral ficou bem mais agradável”, diz o especialista.

Menos cortes, quase sem dor e sangramento mínimo.

Considerada minimamente invasiva, a cirurgia guiada é a última palavra na área da implantodontia e representa uma enorme otimização em relação ao método tradicional. A técnica elimina incisões e cortes agressivos na gengiva, tornando o procedimento para colocação de implantes mais seguro, preciso e indolor. “É feita uma incisão mínima, do diâmetro exato do implante”, explica o cirurgião dentista Fabio Azevedo.

Ele acrescenta também que a cirurgia guiada oferece uma recuperação bem mais rápida ao paciente. e as dores no pós-operatório, que passam a ser praticamente inexistentes “Como é menos invasiva, quase sem nenhum trauma ou sangramento, no pós-operatório o paciente faz uso reduzido de anti-inflamatórios e medicamentos para dor”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *