A conexão do intestino com o cérebro – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

A conexão do intestino com o cérebro

por Ketlyn Dalagnol

Você já ouviu falar que o nosso intestino tem uma relação direta com o cérebro? E quando fazemos essa ligação percebemos que muitos sinais podem ser modulados por uma alimentação saudável e individualizada.

O intestino é referenciado como nosso segundo cérebro, devido a sua forte correlação com o sistema nervoso central e a transmissão de informações entre eles. É por este motivo que falamos que muitos sintomas relacionados ao cérebro, na verdade tem como base o intestino. Talvez, um exemplo rápido para você entender isso é quando ficamos nervosos e logo em seguida temos dor de barriga. Outro exemplo é relacionado a pessoas com síndrome do intestino irritável quando tem os sintomas piorados devido ao estresse alto.

A relação da comida está intimamente ligada a questões emocionais, em um dia estressante ninguém sente vontade de comer um prato de salada para aliviar isso, e sim nosso cérebro pede por açúcar e até mesmo álcool para fornecer energia imediata e prazer.

E aqui entra a serotonina, este hormônio tão conhecido por nos dar “felicidade” é produzido no intestino e se o seu intestino, ou melhor dizendo, as bactérias do seu intestino não estiverem em simbiose ocorre uma maior dificuldade de resistir alimentos “prazerosos”, pois a cada queda de serotonina a vontade por doces e besteiras aumenta.

Começamos pelo básico: inclua frutas, verduras, boas fontes de fibras e gorduras, cereais integrais, leguminosas e beba água.  Destaco ainda que é tão importante quando a inclusão de bons alimentos é a exclusão de alimentos ruins, que irão apenas desestabilizar a microbiota intestinal com muito mais bactérias ruins.  Portanto, evite na rotina alimentos como: carboidratos refinados, açúcar, cafeína em excesso, gordura saturada, produtos industrializados, cheios de conservantes e corantes, bebida alcoólica e medicamentos sem prescrição e orientação médica.

Uma base alimentar saudável equilibra a microbiota intestinal e por consequência a correlação intestino – cérebro.

 

Ketlyn Dalagnol

Nutricionista Esportiva e Funcional

CRN – 8760

Importante
Os textos de nossos colunistas não refletem necessariamente a opinião do Portal Afina Menina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *