Boiserie: arquitetos explicam como utilizar a técnica de décor para personalizar o estilo de um ambiente – Afina Menina

Boiserie: arquitetos explicam como utilizar a técnica de décor para personalizar o estilo de um ambiente

Erika Mello e Renato Andrade, sócios do escritório Andrade & Mello Arquitetura, dão dicas de como utilizar o elemento na decoração e deixar o espaço sofisticado

Pode ser que o nome seja desconhecido, mas muito provavelmente você já foi em diversos lugares com a aplicação da boiserie na decoração. A palavra, de origem francesa, pronuncia-se boaserrí e surgiu por influência de um movimento artístico que aconteceu entre os séculos XVII e XVIII, onde o elemento era muito comum em paredes da nobreza. Atualmente, a técnica, passou por diversas modificações e é utilizada em diferentes propostas decorativas.

boiserie é um método que pode ser utilizado tanto em projetos clássicos ou contemporâneos, variando de acordo com a personalidade do cliente. “Tudo depende do estilo, cores e até mesmo da decoração para que o ambiente não fique carregado”, indica a arquiteta Erika Mello.

Para saber mais sobre boiseries, os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, do escritório Andrade & Mello Arquitetura separaram algumas dicas para quem quiser aplicar o item do décor em sua casa. Confira a seguir:

 

Material

Anteriormente executada em madeira, hoje em dia as boiseries podem ser encontradas também em gesso, cimento, cimento queimado, poliuretano ou até mesmo isopor, deixando o custo do item bastante em conta!

Referente ao melhor deles, isso varia de acordo com o projeto e do que o cliente deseja. “O gesso é bacana para projetos mais contemporâneos, a madeira para os clássicos e o poliuretano e o isopor são os mais fáceis para a instalação”, conta o arquiteto Renato Andrade.

Veja mais  Edição 2020/2021 do DECORBOOK USA coloca designer de interiores Flavia Gueiros entre os melhores profissionais dos Estados Unidos

Neste projeto do escritório Andrade & Mello Arquitetura, o boiserie azul na parede da cabeceira trouxe vivacidade e elegância ao dormitório com itens de cores mais neutras | Foto: Luis Gomes

Cores

Foi-se o tempo em que as boiseries eram utilizadas apenas ambientes clássicos. Hoje, cores vivas, brilhantes e intensas são as mais empregadas com o elemento do décor, mas com muito cuidado para não pecar no excesso.

Segundo a arquiteta Erika Mello, a tinta acrílica é a mais indicada para a pintura de boiseries, principalmente de materiais como gesso e isopor. “Assim elas ficam mais resistentes e duram mais, sem risco de desbotamento”, conta.

Para deixá-las mais modernas, a dica é usar cores intensas e fortes como azul, verde e o amarelo. No entanto, se a intenção for manter um ambiente no estilo clássico, o uso de cores claras e neutras é o mais indicado.

Ambiente

Afinal, existe o melhor ambiente para utilizar as boiseries? A resposta é não! Elas podem ser utilizadas em quaisquer cômodos da residência: nos quartos, na cozinha, na sala e até no banheiro! Só é necessário definir as cores e o estilo de acordo com a decoração de cada área.

Estilo

Veja mais  Neo Mint: o verde que promete ser a cara de 2020

É fundamental prensar no equilíbrio dos demais itens do projeto para que o resultado não seja um ambiente sobrecarregado, haja vista as boiseries são de destaque! Pesquise as opções disponíveis no mercado e escolha a que mais define a sua personalidade. “Linhas gerais, arabescos, bordas detalhadas e bordas arredondadas são as mais comuns e fáceis de se encontrar no mercado. Linhas retas remetem mais ao estilo moderno”, indica Renato Andrade.

Decoração

O restante da decoração do ambiente precisa ser pensado com cuidado! Como combinar os itens do ambiente com as boiseries? Para a arquiteta Erika Mello, quadros e pôsteres combinam bastante com a aplicação do efeito na parede. “Uma dica interessante e que sempre destacamos em nossos projetos com boiseries também é na iluminação. Luminárias e pendentes também trazem um charme inebriante”, finaliza.

  

Os arquitetos Erika Mello e Renato Andrade apostaram em um quadro na parede em uma iluminação diferenciada neste dormitório | Fotos: Luis Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *