Usa PC e smartphone o dia todo? Você pode ter Astenopia Digital e nem sabia – Afina Menina

Usa PC e smartphone o dia todo? Você pode ter Astenopia Digital e nem sabia

De acordo com Dr. Herberto Reuben C. Lima, Diretor Técnico da Clínica Checkup dos Olhos, os problemas mais frequentes para os usuários de telas são a Astenopia (cansaço visual) e o olho seco

Com o avanço da tecnologia no dia a dia dos adultos, jovens e crianças, aumentam a chance do desenvolvimento de problemas oculares, a começar pela dificuldade para movimentar as pálpebras, ressecamento, lacrimejamento e necessidade de óculos de grau. Devido a transformação digital e principalmente a pandemia, uma doença vem se agravando entre a população, a Astenopia Digital.
“A Astenopia Digital pode ser bastante reduzida se você tirar pausas frequentes das telas, ajustar a iluminação do ambiente e do aparelho e, se o caso for grave, comprar um filtro que reduza a intensidade da luz do dispositivo. Um oftalmologista pode diagnosticar a doença, então não deixe de consultar o seu médico se sentir que esse é o seu caso”, lembra Dr. Herberto Reuben C. Lima, Diretor Técnico da Clínica Checkup dos Olhos.

O aumento da Astenopia Digital

Os sintomas da Astenopia Digital são consequências do esforço constante dos músculos do olho. A pessoa não consegue sustentar este esforço de forma contínua, experimentando redução da acuidade visual e confusão visual transitórias. Prosseguindo com o esforço, os sintomas podem evoluir para dores oculares, cefaleias ou náuseas, além de olhos vermelhos e lacrimejamento.

“Uma pesquisa de 2019, patrocinada pela The Vision Council, concluiu que 59% das pessoas que usam computadores e dispositivos digitais rotineiramente apresentam sintomas de fadiga ocular digital (também conhecida como Astenopia causada pelo uso do computador e equipamentos digitais) “, comenta Dr. Herberto Reuben C. Lima.

Prevenção da astenopia

A melhor maneira de prevenir a Astenopia é limitar as atividades que fazem você forçar os olhos. Você pode fazer isso fazendo pausas regulares ao se envolver em tarefas que requerem foco intenso, como ler, dirigir ou olhar para a tela do computador. Limite a quantidade de tempo gasto em um computador ou dispositivo digital, se possível.

Imagem divulgação: tela OPD-Scan III

Ainda segundo Dr. Herberto, realizar exames oftalmológicos regulares também é importante para diagnosticar e tratar quaisquer alterações em sua visão ou outros problemas oculares. “Uma consulta com exames oftalmológicos é recomendado anualmente para pessoas de qualquer idade, comenta Dr. Herberto Reuben.

Veja mais  Insuficiência Cardíaca está entre as condições que mais afeta a saúde do coração

A importância da prevenção

Segundo Dr. Herberto, a necessidade de diagnosticar pacientes que desenvolveram a Astenopia Digital também resultou em novos equipamentos para auxiliar no diagnóstico da doença. A Checkup dos Olhos, clinica com foco na prevenção, utiliza o OPD-Scan III, equipamento desenvolvido pela empresa japonesa Nidek, que avalia a qualidade da visão em diferentes níveis de iluminação ou de contraste.

Imagem divulgação: OPD-Scan III

“O aparelho permite realizar 9 análises através das tecnologias que unem a topografia de anéis de Plácido com a aberrometria de esquiascopia dinâmica, resultando em exames para prescrições de graus e lentes refrativas mais precisas; escolhas mais adequadas de lentes intra-oculares para cirurgias de catarata; otimização de estratégias cirúrgicas para cirurgias de correção de grau e de estabilização do ceratocone e Astenopia”, finaliza Dr. Herberto Reuben.

Exames e funções do OPD-Scan III

1.         Aberrometria pelo método OPD-Scan III – aberrometria com alta definição para analisar o sistema óptico através da decomposição dos polinômios de Zernike.
2.         Análise do astigmatismo corneano e interno – auxilia na escolha de lentes intra-oculares mais adequadas.
3.         Análise do posicionamento de LIO tórica no pós-cirúrgico – confere o resultado e posicionamento do grau cilíndrico da lente intra-ocular implantada.
4.         Análise dos ângulos Kappa e Alpha para implantes de lentes intra-oculares – auxilia na escolha das lentes intra-oculares mais apropriadas.
5.         Autorefração otimizada pelo OPD-Scan III – autorefração calculada por esquiascopia dinâmica em condições de diferentes diâmetros pupilares.
6.         Simulação de resultados proporcionados por lentes intra-oculares diversas   – sistema integrado que permite visualizar e interagir com o paciente simulando a visão com diversos modelos de lentes.
7.         Topografia pelo método OPD-Scan III – topografia de alta resolução com anéis de plácido azul que oferecem um exame mais confortável e preciso.
8.         Teste de sensibilidade ao contraste pelo método OPD-Scan III – avalia a qualidade da visão em diferentes níveis de iluminação ou de contraste.
9.         Pupilometria e Pupilografia pelo método OPD-Scan III – medidas dos diâmetros pupilares após diferentes estímulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *