#DicaDaMenina – Temperos que não podem faltar na sua cozinha – Afina Menina

#DicaDaMenina – Temperos que não podem faltar na sua cozinha

Não há quem resista a uma refeição bem temperadinha, daquelas que perfumam a casa toda quando estão sendo preparadas com carinho especial.

Aqui no #AfinaMenina, a gente é completamente contra os temperos em pó, industrializados, repletos de conservantes e que não contribuem em nada para uma vida saudável. Em nossa cozinha, tudo é natural e direto da horta. Por isso, hoje, decidimos compartilhar com vocês alguns temperos que não podem faltar em nossos preparos.

Anota aí!

Páprica picante

O pozinho mágico, de cor avermelhada, é feito a partir do pimentão e pimenta moídos e em pó, e adiciona sabor e nutrientes aos pratos. Muito utilizado na culinária húngara, encontrou um lugar para chamar de seu na cozinha oriental, no entanto, ele é originário da América Central.

Como o nome sugere, a páprica picante é ideal para quem ama comida apimentada. Ela é um poderoso antioxidante, e é rica em vitaminas A, C e E. Ela ajuda a combater os radicais livres, causadores de doenças como o câncer. Além disso, as vitaminas são essenciais para fortalecer o sistema imunológico, impedir o envelhecimento precoce e ajudar na saúde cardiovascular. Viu que legal?

Pode ser adicionada ao preparo de carnes suínas, bovinas e de aves.

Páprica doce

páprica doce recebe esse nome por ser mais suave que a picante, mas ainda assim, conta com uma leve ardência. A maior diferença entre ambas é a intensidade do sabor. Isso ocorre por causa do tipo de pimentão usado e o processo de fabricação. Apesar de ser chamada de doce, a páprica dessa variação não tem um gosto adocicado, sendo apenas mais suave, e também pode ser usada no preparo de carnes suínas, bovinas e de aves.

Veja mais  Quanto tempo leva até algo se transformar em um hábito? Especialistas no assunto falam em 21 dias

Açafrão

O açafrão-da-terra (Curcuma longa), conhecido também como cúrcuma, é uma planta herbácea da família do gengibre (Zingiberaceae), originária da Ásia (Índia e Indonésia).

A raiz tem sido utilizada há mais de 4000 anos no Oriente Médio e na Ásia, tanto na Medicina Ayurvedica como na Medicina Tradicional Chinesa, como um potente fitoterápico. Este tempero se destaca pela ação antienvelhecimento e antioxidante e segundo uma pesquisa da Universidade da Califórnia é capaz de reduzir o risco da doença de Alzheimer. Além disso, ele é capaz de prevenir derrames, anemias, melhora o trânsito intestinal, é fonte das vitaminas C e B6, benéfica para o cérebro e de manganês, essencial para o metabolismo do colesterol e para o crescimento, cálcio, que é aliado dos ossos e dentes, e magnésio, importante para o metabolismo de glicose.

O pozinho de cor amarelo-mostarda pode ser adicionado ao preparo de carnes e massas, mas experimente adicioná-lo ao cozimento do arroz. Além de colorir o prato, o sabor é inigualável.

Gengibre

O gengibre é um alimento que dá sabor extra a diversas receitas e contribui para manter a saúde. A raiz possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, aliado a poucas calorias (80 kcal a cada 100 gramas) e alguns minerais importantes, como magnésio e potássio.

Veja mais  O que é ser um Facilitador de Barras de Access?

Há diversas tonalidades, que variam do branco ao bege e pode ser encontrado fresco, em conserva, cristalizado, seco e em pó. Incluí-lo no dia a dia significa aproveitar suas propriedades nutricionais e favorecer o organismo.

Utilize-o em preparos cozidos, mas com moderação, para que seu prato não fique amargo. Refrescante, o gengibre pode ser utilizado também no preparo de sucos, junto com limão, laranja, hortelã e abacaxi.

Cominho

O cominho é uma planta muito antiga, de origem do Mediterrâneo Oriental e do Egito, utilizada por várias civilizações desde os celtas antigos, passando pelos romanos e chegando aos árabes. Na Turquia também é muito empregada, principalmente em licores e na alimentação. O sabor é diferente, semelhante ao da pimenta e do anis, e pode ser usado no preparo de cozidos

O cominho em pó pode ser usado como tempero de sopas, caldos, carnes e pratos com frango. O pó deve ser acrescentado no começo da cocção para liberar o aroma aos poucos. Como o sabor é bem marcante, as receitas costumam indicar a medida caseira de uma ponta de faca de cozinha, não mais do que isso.

E na sua cozinha, quais temperos não podem faltar? Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *