Confinamento: quais produtos de primeiros socorros é preciso ter em casa  

                                                 Especialista dá dicas sobre o que é seguro ter em casa para usar em casos de acidente doméstico
O isolamento social imposto pela Covid-19 trouxe uma preocupação dupla a muitas famílias: o risco de acidentes doméstico aumenta ao mesmo tempo em que as saídas de casa – para farmácias e consultas – são cada vez menos recomendadas. A corrida por produtos de saúde que se viu no início da pandemia foi, muitas vezes, motivada pela preocupação em ter acesso fácil a curativos e outros itens caso aconteça alguma coisa. Mas o que é adequado ter em um kit caseiro de primeiros socorros?

“Basicamente, é preciso ter produtos básicos, como algodão, cotonete, gaze, tesoura, esparadrapo, luvas e itens que atendem às necessidades em pequenos acidentes, como arranhões, cortes superficiais, queimaduras de primeiro grau”, conta Antônio Rangel, enfermeiro e consultor da Vuelo Pharma.

Alguns produtos não costumam estar nos kits que as pessoas têm em casa, mas valem o investimento. Um abaixador de língua, por exemplo, pode ajudar a ver algum objeto na garganta e até para imobilizar um dedo da mão. Outra boa dica é a inclusão de uma bolsa térmica, que pode ser usada tanto fria quanto quente e serve para cólicas ou mesmo hematomas ou inchaço por pancada.

“Eu sugiro, também, ter em casa uma membrana chamada Membracel, que auxilia em casos de queimaduras de segundo grau, escoriações e até mesmo feridas mais profundas. É uma membrana de celulose cristalina capaz de substituir temporariamente a pele, além de isolar as terminações nervosas e acelerar o processo cicatricial. É bem versátil e multiuso”, explica.

Em tempos de coronavírus, não esquecer de álcool em gel, máscaras e luvas também é importante.  “Um alerta sobre o uso de anti-inflamatório nos casos de sintomas gripais. Se a febre for acima de 37,5 graus, acompanhada de tosse e falta de ar, é necessário procurar um médico”, diz.

Alertas

O consultor da Vuelo Pharma chama atenção para o uso de medicamentos ao se fazer primeiros socorros para pessoas em tratamento. “Especialmente adultos e idosos tendem a tomar medicamentos com frequência, às vezes até de forma contínua. Por isso é preciso atenção aos que estão no kit de primeiros socorros. É necessário verificar se comprometem a eficácia de algum produto já utilizado”, enfatiza Rangel, lembrando que a automedicação deve ser evitada ao máximo. Outro ponto de atenção é em relação a pessoas alérgicas e ao vencimento dos medicamentos, que não devem ser estocados ou armazenados por longos períodos. Ele alerta, ainda, que kits de primeiros socorros devem sempre ficar longe de crianças, observando regras de prevenção a acidentes domésticos, como guardar produtos de limpeza, higiene e álcool em local adequado, preferencialmente em lugares altos.

Confira a sugestão de kit de primeiros socorros para ter em casa:

·        Algodão
·        Atadura
·        Antisséptico em spray
·        Bolsa térmica
·        Cotonetes
·        Dipirona
·        Esparadrapo ou micropore
·        Gaze estéril
·        Membracel
·        Paracetamol
·        Soro fisiológico 0.9%
·        Termômetro
·        Tesoura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *