Psicologia Positiva pode ser chave para bom desempenho dos estudantes

Professor e autor de livros sobre o assunto explica o que é a Psicologia Positiva e como ela pode ser fundamental para os jovens

A Psicologia e suas ferramentas vêm sendo aplicadas ao longo das últimas décadas e encarregou-se de tratar problemas e patologias de diversos níveis em diferentes pessoas e contextos. Dentre as correntes de pesquisa, está a Psicologia Positiva, que surgiu através do psicólogo americano Martin Seligman, então presidente da Associação Americana de Psicologia (APA).

De acordo com o psicólogo e professor Alvaci Resende, do curso de Psicologia da Universidade Tiradentes (Unit Sergipe), a Psicologia Positiva trata-se de um movimento científico, com pesquisas de estudiosos do mundo inteiro, que buscam comprovar que os seres humanos podem ser mais felizes e terem uma vida melhor. “Ela é importante na vida das pessoas porque é a partir dela que as pessoas percebem as coisas com um melhor ângulo e com otimismo para encontrar o seu bem-estar, tudo desenvolvido a partir do PERMA, que são os cinco pilares do bem-estar”, explicou.

O PERMA, cuja sigla é um acrônimo de cinco palavras em inglês, engloba tais pilares, que, quando trabalhados, promovem o funcionamento positivo do cérebro. São eles: Emoção Positiva (Positive Emotion), Engajamento (Engagement), Relacionamentos (Relationships), Significado (Meaning) e Resultado (Accomplishments).

O professor explica que a vertente da Psicologia é importante para diversos tipos de pessoa, especialmente para aquelas que estão passando por momentos mais turbulentos e difíceis, como jovens no período estudantil. “Os jovens que se preparam para vestibulares e trabalhos universitários podem e devem aplicar a Psicologia Positiva, pois, ela ajuda a controlar emoções, entender a ansiedade, o estresse, o medo e a raiva”, diz o professor.

Alvaci reitera que a partir do momento que esses jovens conseguem entender e dominar esses sentimentos, é possível tornar a rotina diária mais prazerosa, garantindo um bom resultado acadêmico. “Quando você pratica diariamente emoções positivas, quando você conversa com outro, interage com novas pessoas, tudo isso com gentileza, alegria e admiração, você gera emoções positivas”, acrescenta.

O psicólogo escreveu dois livros sobre a temática, visando levar conhecimento sobre a Psicologia Positiva, promovendo uma visão mais ampla do seu foco e da atuação dessa ciência em diferentes contextos. As obras “Psicologia Positiva e a Ansiedade Durante e Pós COVID-19” e “Psicologia Positiva: A Ciência do Bem-Estar e da Felicidade” estão disponíveis para compra online.

Asscom | Unit Sergipe

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar