Conheça detalhes sobre preenchimento labial

Diretor executivo da Botocenter, Rafael Mansilla, fala sobre o preenchimento labial

Um dos procedimentos estéticos mais queridinhos do momento é o preenchimento labial, um tratamento pouco invasivo que utiliza ácido hialurônico para aumentar o volume dos lábios, além de melhorar a simetria, o contorno e corrigir imperfeições. O procedimento é indicado para dar volume a quem tem lábios finos, realçar e também combater sinais de envelhecimento. Para entender como funciona antes de dar o up nos lábios, Rafael Mansilla, diretor executivo da Botocenter, esclarece seis dúvidas:

O efeito é definitivo?

Geralmente os efeitos duram cerca de nove a 12 meses. Depois do período, o paciente deve fazer uma visita à clínica para avaliação e, provavelmente, reaplicar o ácido hialurônico para prolongar os efeitos.

O preenchimento labial é a mesma coisa que toxina botulínica?

Não. O preenchimento é realizado com ácido hialurônico e a toxina botulínica, o famoso botox, é usada para impedir movimentos dos músculos faciais, que causam rugas e linhas de expressões. No caso, utiliza-se o ácido hialurônico nos lábios para preencher, dar volume e hidratá-los.

O procedimento dói?

Não! O ácido hialurônico já contém anestésico na composição, mas, mesmo assim, ainda aplica-se anestesia local para o paciente não ter desconforto algum.

O resultado é imediato?

Sim, porém, logo após o procedimento os lábios ficam inchados e somente depois de alguns dias é possível perceber o resultado final.

Fica algum hematoma após o procedimento? 

Sim. Possíveis manchas roxas (equimose) ou inflamação no local em que foi aplicado às injeções, mas depois de alguns dias somem.

Existe contraindicações?

Sim, não é aconselhável em mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Já pessoas que têm herpes labial, é recomendável tomar medicações profiláticas dias antes do procedimento e, lógico, não realizá-lo quando a herpes estiver presente.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar