Emprego novo: 10 atitudes vencedoras para o primeiro mês de trabalho

As semanas iniciais em uma empresa costumam intimidar, pois se trata de um período delicado. Tudo é novidade, mas também é importante o colaborador causar um ótimo impacto. A consultora de carreiras e RH Aliesh Costa, CEO da Carpediem, indica as melhores estratégias neste começo de jornada

Verdade seja dita: os primeiros trinta dias em uma organização são cruciais para causar uma boa impressão e construir uma carreira de sucesso em qualquer corporação. Basicamente, é um tempo dedicado à aprendizagem e, nesse contexto, o trabalhador deve se esforçar para impactar positivamente todos a sua volta. “Quanto mais flexível e aberto o profissional for, mais fácil e rápido será seu processo de integração”, diz Aliesh Costa, consultora de recursos humanos e CEO da Carpediem RH. Contudo, é perfeitamente normal bater uma certa ansiedade. Pensando nisso, a especialista elegeu 10 dicas para que a “acomodação à casa nova” seja mais tranquila. Veja a seguir:

 

  • Atenção a tudo. “Nos primeiros dias de empresa, é importante que o trabalhador esteja atento e absorva tudo o que for ensinado”, diz Aliesh. “São muitas informações e dados, como, por exemplo, a cultura da organização, estilo de trabalho, código de condutas, instruções operacionais, entre outros elementos novos para serem interiorizados pelo colaborador”. Como o volume de referências é grande, uma dica para não sobrecarregar o cérebro é fazer anotações, mesmo que as questões pareçam

 

  • Não tenha medo de fazer perguntas. É natural que, ao ter contato com processos, projetos e pessoas novas, surjam dúvidas. “Inclusive, isso é esperado, a curiosidade e questionamentos demonstram vontade de aprender”, diz Aliesh. “O período inicial é dedicado ao aprendizado, por isso, o novo colaborador deve sempre procurar tirar as suas dúvidas assim que surgirem as suas indagações. É melhor deixar claro tudo aquilo que não foi compreendido do que executar tarefas de forma equivocada”, explica Aliesh.

 

  • Seja receptivo. É importante se esforçar para conhecer e manter um bom relacionamento com os novos colegas de trabalho. Algumas vezes, marcar um café ou almoço fora do escritório e procurar saber sobre o papel que cada um desempenha na organização são boas estratégias. “Dessa forma, todos estarão mais disponíveis e prestativos. É preciso lembrar que passamos muito tempo com nossa equipe de trabalho, então, construir laços fortes desde o início é algo bastante positivo”, avalia Aliesh. A especialista destaca, também, que estar conectado com as redes sociais da organização ajuda, da mesma forma, no processo de integração. Isso porque, muitas vezes, por meio desses canais, é possível ter uma visão abrangente do dia a dia da empresa, assim como ter um overview de como a corporação se coloca no mercado e como operam as suas equipes.

 

  • Seja um bom ouvinte. Quando assumimos uma postura humilde, reconhecemos que não podemos seguir sozinhos. “O trabalhador deve agradecer às pessoas que estão lhe instruindo e sempre ouvir mais do que falar”, orienta Aliesh. “Além disso, é preciso ter disposição para aprender com erros anteriores e recriar habilidades e talentos, evoluindo como profissional”.

 

  • Seja pontual. “Não importa o quão capaz uma pessoa seja. Se costuma chegar atrasada, corre o risco de comprometer sua reputação profissional”, alerta Aliesh. Por isso, vale se esforçar para chegar na hora ou até mesmo um pouco antes. Isso também se aplica aos trabalhos home office, que ganharam terreno com a pandemia. “Quando o colaborador é pontual, demonstra que respeita o tempo dos outros e os considera importantes. Essa característica reflete não apenas seu nível de comprometimento, mas também o cuidado que tem com seus empregadores e colegas”.

 

  • Aprenda o máximo que puder sobre a empresa. O primeiro mês no trabalho novo costuma ser o menos agitado. Esse tempo deve ser dedicado para compreender da melhor maneira possível a organização. “É interessante que a pessoa participe de reuniões, leia o relatório anual da companhia e assista às apresentações do CEO, por exemplo”, diz Aliesh. “Consolidar o entendimento básico da filosofia e das metas da empresa, desde o início, capacita o profissional a agir de forma mais estratégica no cotidiano”, explica Aliesh.

 

  • Mantenha seu superior informado. Ao longo da semana, é interessante solicitar reuniões periódicas com o líder. Além de obter orientações em tarefas, o colaborador aproveita esse período para compartilhar o que está aprendendo e absorver mais informações. Fazer perguntas como “há projetos adicionais que posso assumir ou habilidades que devo desenvolver?” ou mesmo, “você pode opinar sobre a atividade que acabei de concluir?” vão demonstrar engajamento e iniciativa. “Nos primeiros dias, o feedback e percepção da chefia são cruciais para o desenvolvimento profissional”, diz a CEO da Carpediem.

 

  • Vista-se de maneira apropriada. Logo no primeiro dia de trabalho, o novo colaborador tem uma tarefa importante: descobrir qual é o dress code (estilo de traje) adotado no local — mais formal ou casual. “Com essa informação, fica muito mais fácil eleger as peças do guarda-roupa corporativo”, diz Aliesh. Acima de tudo, o dress code define a imagem e o posicionamento da organização para os públicos com os quais se relaciona. E, por esse motivo, a vestimenta correta é muito valorizada na esfera empresarial.

 

  • Adote uma atitude positiva. “Primeiro, o trabalhador não deve fazer críticas ou comparações que envolvam a empresa onde atuava anteriormente”, alerta Aliesh. “Também não é recomendável que faça comentários negativos sobre o novo emprego, salário oferecido ou ambiente de trabalho”, enfatiza a especialista. A melhor coisa é adotar uma postura positiva. “Muitas vezes, as reclamações revelam profissionais imaturos, resistentes a mudanças e não tão capazes de reconhecer suas próprias falhas”, indica ela.

 

  • Busque praticar exercícios para o foco e concentração. Não importa o nível de experiência, é normal que um certo grau de nervosismo tome conta nos primeiros dias na nova empresa. Por isso, é interessante que a pessoa realize um exercício de respiração diário, antes de assumir o posto de trabalho. Como dica, Aliesh compartilha a técnica a seguir: “Primeiro, deve-se inspirar o ar em três segundos. Em seguida, é preciso prender o ar enquanto se conta até três. Feito isso, por fim, basta expirar todo o ar em seis segundos”, orienta ela. É recomendado que essa sequência seja repetida por, no mínimo, cinco vezes, para se conseguir o efeito calmante. “Este simples exercício ajuda na manutenção do foco e da concentração, além de contribuir para o equilíbrio emocional”.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar