Geração gelificada – o sucesso da medicina reprodutiva na maternidade

Nos últimos anos, preservar a fertilidade virou tendência mundial. Nos EUA, a mulher americana tem o seu primeiro filho aos 28 anos (um aumento de cinco anos a partir da década de 1980) e o número de filhos que ela tem ao longo da vida, caiu de forma recorde. No Brasil, esse número ainda é bastante expressivo, uma vez que cada vez mais o sonho da maternidade tem sido adiado.

Este tipo de tratamento já é bastante procurado, tanto por mulheres jovens que precisam se submeter a algum tratamento tóxico que afete os ovários, como por exemplo os tratamentos contra o câncer (quimioterapia/radioterapia), quanto por aquelas que desejam adiar a maternidade para uma idade mais avançada. As mudanças refletem em diversos pontos, como o empoderamento, a liberdade de escolha, o maior acesso à métodos contraceptivos e a inclusão de mais mulheres no mercado de trabalho.

De acordo com a revista americana Forbes, empresas como Google, Facebook e Apple já cobrem as despesas do congelamento de óvulos para funcionárias que desejam adiar a maternidade imediata. O procedimento, que ainda é opcional nessas empresas, dá às mulheres a liberdade de planejar o melhor momento para ter filhos, sem qualquer tipo de preocupação com os limites biológicos.

Mas, até que ponto o congelamento de óvulos é interessante? Qual é o processo para as mulheres? É complicado, doloroso e invasivo? Quando tudo estiver feito, será possível ter sucesso na gravidez? Dra. Camila Ramos (@dracamilaramos), médica especialista em Medicina Reprodutiva, explica as 5 coisas que toda mulher precisa saber para se livrar do preconceito do congelamento de óvulos.

1. Por que as mulheres congelam seus óvulos?

Algumas mulheres querem adiar a gravidez e se concentrar em subir a escada corporativa. Mas essa não é a única razão pela qual as mulheres optam por congelar seus óvulos. Em uma pesquisa com 740 mulheres realizada pela Cosmopolitan.com, 75% dos entrevistados disseram que querem “tirar a pressão de encontrar um parceiro antes de uma certa idade”.De acordo com o médico especialista em reprodução humana, Dra Camila Ramos, o congelamento de óvulos também é excelente para mulheres diagnosticadas com câncer. Alguns tratamentos contra o câncer, como quimioterapia, radiação e cirurgia, podem diminuir a reserva de  óvulos de uma mulher e resultar a infertilidade.

2. Como é o processo de congelamento? É complicado, doloroso e invasivo?

Dra Camila explica que o procedimento é simples e rápido. O procedimento é precedido de um período de geralmente 10-15 dias, em que a mulher usará medicações diárias com o objetivo de crescer muitos folículos ovarianos, local onde os óvulos ficam alojados. Após esse período, a captação é realizada em ambiente de centro cirúrgio, sob anestesia leve (sedação) e deve durar entre 10 a 20 minutos.

3. Qual é a melhor idade para o congelamento de óvulos?

Quanto antes, melhor! O ideal é que o procedimento seja feito até os 35 anos da mulher. Mas, ainda assim a médica explica que um congelamento aos 30 é muito melhor do que um aos 35 anos. A Sociedade Brasileira de Reprodução Humana contraindica o congelamento de óvulos em mulheres com 44 anos ou mais, por motivos sociais.

4. Por quantos anos um óvulo pode ficar congelado?

Dra Camila explica que não existe um limite de tempo do congelamento. Este é o principal benefício, pois congelando-se o óvulo, congela-se o tempo. O óvulo congelado aos 30 anos, por exemplo, manterá a qualidade de 30 anos, independente de quando a mulher optar por utilizá-lo.

Este é um “seguro de fertilidade”, que pode ser usado ou não, a depender da necessidade, para que a mulher realize o sonho da maternidade no momento em que se sentir segura e apta para viver essa experiência única.

5. Existem efeitos colaterais?

Geralmente, quanto mais óvulos uma mulher produz, maior a produção hormonal e assim, pode ter efeitos colaterais. Algumas mulheres têm inchaço, sensibilidade mamária e dor em baixo ventre depois que os óvulos são recuperados. Seguindo o procedimento de recuperação, as mulheres podem retornar ao trabalho no dia seguinte.

Depois disso, independente da sua idade e do quão saudável você seja, vale a pena pensar sobre o congelamento de óvulos e garantir ainda, o sonho da maternidade dentro do seu melhor momento.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar