Quais são os reais benefícios trazidos pelo uso das toucas de cetim para dormir?

Cientista expert em saúde do cabelo explica a ciência por trás do método

É cada vez mais comum perceber o uso das toucas de cetim por influenciadoras digitais. No Big Brother Brasil 22, por exemplo, as participantes Brunna Gonçalves e Jade Picon ampliaram o debate sobre o uso das toucas ao mostrarem que são adeptas ao método. Dormir com o aparato é frequentemente relacionado ao controle do frizz do cabelo. “A manutenção do controle dos fios é apenas um dos benefícios que se popularizou, mas os pontos positivos do uso de acessórios de cetim, traz inúmeras outras vantagens, inclusive para a pele, sendo uma ótima pedida na hora de escolher a fronha dos travesseiros”, pontua a pesquisadora Jackeline Alecrim.

De acordo com ela, o algodão presente nas fronhas convencionais pode ser um dos grandes causadores dos temidos ‘bad hair days’. “O algodão retira os nutrientes do cabelo e da pele, podendo comprometer até mesmo o nosso skin care “roubando” os ativos que penetraram na pele e no cabelo”, explica a especialista.

Ao contrário do algodão, o cetim não absorve a oleosidade natural do cabelo e ajuda-o a manter-se alinhado. “O cetim conserva os nutrientes dentro da fibra capilar e neutraliza as cargas elétricas do cabelo por reduzir o atrito que acontece durante o sono”, detalha Jackeline Alecrim.

Os benefícios podem ser ainda maiores para as donas dos cachos, pois são o tipo de cabelo mais afetado pelo aparecimento do frizz. “É válido ressaltar que o uso do cetim é bom para todos os tipos de cabelo, mas para as crespas e cacheadas os efeitos podem ser ainda mais satisfatórios”, conta.

Na hora da escolha é importante optar por tecidos de boa qualidade, para que os benefícios sejam garantidos. “A touca de cetim deve ser de boa qualidade e duplamente forrada, para que o cabelo tenha contato com a parte brilhante do tecido, que é a que mantém os benefícios”, afirma.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar