Mais ousadas e modernas, lingeries viram tendência e ajudam a esquentar o momento de intimidade do casal

Mais do que uma simples peça de roupa, a lingerie se tornou um símbolo feminino, capaz de ajudar na autoestima da mulher ao valorizar seu corpo, proporcionando-lhe uma relação sexual muito mais prazerosa

Se antes ela era vista como algo ousado ou até mesmo vulgar, hoje ela ganhou as passarelas de marcas internacionais renomadas e está sendo usada até mesmo para compor looks do dia a dia. Sim, estamos falando da lingerie, a peça íntima que tem se mostrado cada vez mais versátil e que ganhou força nos últimos anos com novos formatos, novos meios de produção e materiais diversificados. Os primeiros registros que se tem sobre a peça é de que ela existe desde o período da Grécia Antiga. Porém, nessa época, a lingerie era algo completamente diferente, sendo composta por uma faixa de tecido em torno do tórax para sustentar os seios e uma espécie de fralda de algodão que era colocada na parte inferior do corpo.

“Foi só nos anos 50 que a lingerie ganhou uma modelagem sensual graças ao sucesso das pin ups, que eram atrizes e modelos de posters provovativos”, explica Carla Geane, sexóloga da INTT. Mais do que uma simples peça de roupa, a lingerie se tornou um símbolo feminino, capaz de ajudar na autoestima da mulher. Seja pelo formato ou até mesmo pela cor, ela é capaz de provocar diferentes reações instantâneas.

“Quando pensamos em cinta-liga, meia-arrastão e renda, já associamos a prazer e luxúria, pois são peças que ficaram marcadas na mente das pessoas graças aos filmes, artistas e aos ensaios sensuais que a popularizaram.”, diz Carla. Hoje em dia é possível encontrar desde peças mais comportadas, como é o caso do Baby Doll, até mais ousadas, que acompanham recortes estratégicos em certas partes do corpo, além do clássico fio-dental e um design mais ajustado.

Se o objetivo de usar lingerie for apimentar o relacionamento e o momento de intimidade, além do formato da peça, a cor pode ser uma poderosa ferramenta. “O vermelho ficou conhecido como a cor do amor, então uma lingerie nesse tom é uma ótima ideia para deixar os parceiros excitados. O preto também é uma cor forte, elegante, e também combina perfeitamente com momentos de intimidade”, ressalta a sexóloga. Além da lingerie, brinquedos e cosméticos ajudam ainda mais o sexo ficar prazeroso.

Apesar da lingerie ser uma ótima aliada no momento de prazer do casal, é importante que a mulher tenha vontade de usar a peça para se sentir mais confiante ou para valorizar o seu corpo e não apenas por uma imposição do parceiro que tem esse fetiche. “Existe esse mito de que a mulher precisa sempre ceder aos desejos do marido, caso contrário, corre o risco de ser deixada para trás, mas isso é apenas conversa. É importante que o casal converse e entenda o limite de cada um, pois a mulher não é obrigada a usar uma peça sensual só por conta das preferências do parceiro”, afirma Carla.

A lingerie é uma ótima aliada na hora das preliminares. Apesar de ser uma peça que deixa algumas partes visíveis do corpo, ela é capaz de criar mistério, instiga o imaginário masculino e prolonga o momento de beijos e carícias entre o casal antes da penetração. “A ideia é jogar com o parceiro ou com a parceira e mostrar que é possível melhorar e prolongar o momento de intimidade com uma roupa íntima”, finaliza Carla.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar