Cérebro precisa participar do reaprendizado de movimentos

por Syomara Smizdziuk*

Em pacientes em recuperação de um acidente vascular cerebral (AVC), ou com casos de dor crônica, Parkinson, esclerose múltipla ou mesmo paralisia cerebral, existe hoje evoluções nos tratamentos que são capazes de trazer inovações e melhores resultados na qualidade de vida.

Um deles é o Método Perfetti, que torna-se cada vez mais conhecido no Brasil e é genial ao enxergar os movimentos como um todo, ou seja, envolvendo os processos motores, sensitivos e cognitivos. Quando algum deles está alterado, a funcionalidade das atividades rotineiras é afetada de modo global. E aí entra a terapia ocupacional.

Lesões neurológicas trazem consequências bastante graves aos movimentos, e é convencional que as pessoas enfatizem apenas o estímulo dos músculos. Mas, se o problema ocorreu no cérebro, é nele também que devem ser aplicados esforços – e é esse o insight que o médico italiano Carlo Perfetti trouxe, nos anos 1970, para a reabilitação integral.

O que mais me encanta no método é sua relação com a memória do paciente a respeito de seus movimentos – que hoje estão afetados, mas um dia foram tão naturais quanto o ato de respirar. Por isso, a terapia ocupacional se ocupa do processo de reaprendizagem dos movimentos, de forma a reativar funções cognitivas – graças à plasticidade cerebral.

O tratamento com o Método Perfetti é baseado na linguagem, sobretudo, mas também nos processos cognitivos ligados à recuperação, como a percepção, atenção, memória, imagem motora e raciocínio. Graças a essa visão global do indivíduo, são relatadas melhoras na marcha dos pacientes e até adaptações para uso infantil.

O importante é que o terapeuta tenha interesse em buscar a melhor alternativa para cada caso, e que o paciente persista com paciência em busca de mais qualidade de vida.

 

 

* Syomara Cristina Szmidziuk atua há 31 anos como terapeuta ocupacional, e tem experiência no tratamento e reabilitação dos membros superiores em pacientes neuromotores. Faz atendimentos em consultório particular e em domicílio para bebês, terapia infantil e juvenil, para adultos e terceira idade. Desenvolve trabalho com os métodos RTA e terapia da mão, e possui treinamento em contenção induzida, Perfetti (introdutório), Imagética Motora (básico), Bobath e Baby Course (Bobath avançado), entre outros.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar