Outubro é destinado para mais de 15 milhões de brasileiros

Mês é dedicado ao Combate ao Reumatismo e apesar dos avanços foram 40.014 hospitalizações devido a essas enfermidades em apenas um ano

A data de 30 de outubro é marcada pelo combate às doenças reumatológicas e muitas pessoas nem imaginam quantas patologias estão envolvidas na terminologia “reumatismo” e suas consequências. São mais de 120 doenças que têm em comum um desafio: diagnóstico precoce.

Para os mais de 15 milhões de pacientes reumáticos, o Brasil conta com apenas 2.727 profissionais da área, segundo a Demografia Médica no Brasil, realizada em 2020. Ainda, 864 deles estão em São Paulo e 268 no Rio de Janeiro. Ou seja, as extremidades do país estão desfalcadas em relação aos especialistas.

A questão é, segundo o Datasus, de setembro de 2019 agosto de 2020, 100 pessoas por dia foram internadas por conta de doenças reumatológicas.  O que não imaginam é a importância de se consultar com o profissional certo. Especialista da família pioneira na luta contra o reumatismo no país e médico na Cobra ReumatologiaDr. Jayme Fogagnolo Cobra explica a importância da especialidade correta:

O diagnóstico precoce é a chave para o sucesso no tratamento. Quanto mais rápido colocamos a doença em remissão (um estágio no qual a doença fica inativa, quase “dormindo”) menores são as chances de aparecimento de sequelas irreversíveis. São essas sequelas que contribuem para o caráter de sofrimento crônico para esses doentes. O tratamento precoce proporciona aos doentes uma qualidade de vida muito próxima ao normal, muitas vezes nem se percebe que a pessoa tem alguma doença.

No caso da reumatologia, identificar os sintomas precocemente é tão importante, que impacta diretamente no prognóstico dessas doenças. As mais conhecidas são: artrite reumatoide, artrite psoriática, espondilite anquilosante, osteoartrite (artrose) osteoporose, lúpus, vasculites, entre outras.

Apesar da reumatologia ter quebrado muitas barreiras, ainda existem mitos que dificultam a conscientização quanto ao diagnóstico precoce, como exemplo, imaginar que essas doenças, estão restritas a idosos, o que não é verdade. A maioria dessas doenças tem início entre a 3a e 5a décadas de vida. Este é um dos motivos pelos quais muitas pessoas quando apresentam os primeiros sintomas, buscam outras especialidades, geralmente um ortopedista e não imaginam que aqueles sintomas possam ser os primeiros alertas para uma doença reumatológica.

Todo esse contexto mostra a importância da reumatologia e a disseminação do mês marcado para quem sente dor.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar