Mercado de acompanhantes: quem são os brasileiros que optam por contratar companhia adulta?

Pesquisa produzida pelo maior site de anúncios do Brasil, o Fatal Model, traça o raio-x de seus frequentadores

Muito se fala sobre garotas de programa, acompanhantes e prostitutas (entre outros nomes utilizados para rotular profissionais do sexo). Elas e eles têm nomes, rostos, CPF, assim como toda a população. Porém, pouco se diz sobre aqueles que adquirem esses serviços e que, geralmente, optam por permanecer no anonimato. Pensando nisso, o Fatal Model, principal site de anúncios de acompanhantes no Brasil, produziu uma pesquisa para descobrir o perfil das pessoas que se cadastram na plataforma como contratantes.

 A pesquisa revelou que 93% dos entrevistados são homens cisgênero, ou seja, que se identificam, em todos os aspectos, com o seu “gênero de nascimento”. E destes, 88% se consideram heterossexuais. Em uma visão geral, os contratantes no Fatal Model têm 25 anos ou mais e estão distribuídos, principalmente, em três estados: 17% em São Paulo, 16% em Minas Gerais e 13% no Rio Grande do Sul.

Com relação à moradia, 38% vivem com familiares, 33% sozinhos e 25% com o(a) companheiro(a). Mais da metade está solteiro e não tem filhos, já 43% estão em um relacionamento sério e 20% possuem filhos. Sobre contratar os serviços de uma acompanhante, 65% foram categóricos ao afirmarem que já contactaram sim, e a maioria mais de 5 vezes durante a vida. O maior motivo para aqueles que não pedem pelo serviço é, curiosamente, o receio de algum amigo ou familiar descobrir a situação e sofrer algum tipo de julgamento ou preconceito por isso.

Para 70% daqueles que entram em contato com um(a) acompanhante, é muito importante que o profissional seja carinhoso(a) e atencioso(a), até mesmo pelo Whatsapp, assim como esperam que eles também respondam rápido e não os deixe esperando por muito tempo. E para provar que o final de semana é sim para curtir, 48% utilizam os serviços aos sábados.

O estudo dos dados também mostrou que 70% dos entrevistados vão ao local próprio do anunciante e 55% consideram a localização um fator importante na hora de selecionar o/a acompanhante. Por fim, 80% dos respondentes contratam acompanhantes por meio de sites de anúncio e 97% utilizam o Fatal Model como principal plataforma para tal.
Para Kelly Medeiros, embaixadora da marca, um dos principais motivos que fazem com que seus clientes utilizem a plataforma é a segurança. “Eles sabem que vão encontrar a pessoa exatamente como está descrito no site. Há a ferramenta de mídia de comparação, por exemplo, que facilita que os contratantes encontrem alguém que tenha os atributos que os satisfazem”, diz.

O sucesso do site no Brasil, entretanto, não é à toa, são mais de 14 milhões de visitantes mensais, além de todo o investimento em segurança, como a exigência de verificação de documentos dos anunciantes e, também, a criação e a implementação da mídia de comparação citada por Kelly, que permite que o contratante compare fotos e vídeos publicados pelo anunciante.

Outro recurso que garante a segurança da plataforma é a Autenticação Facial, que exige do anunciante que, ao realizar o login, faça um vídeo de seu rosto enquanto pronuncia códigos aleatórios gerados pela ferramenta. O sistema compara o rosto do vídeo com a documentação cadastrada no anúncio. A ferramenta foi desenvolvida durante seis meses, passou por um período em testes de eficiência e, em seguida, foi aplicada ao site.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar

Conteúdo Adulto

O conteúdo a seguir é destinado ao público adulto.

Ao escolher sim você está declarando ser maior de 18 anos.