Antes que Eles Traiam

Usuários da plataforma revelam os passos que deram antes de pular a cerca

Ashley Madison, o principal site de namoro para casados, é uma comunidade de pessoas que, em sua maioria, chegaram à conclusão de que o casamento não é o conto de fadas que antes consideravam que fosse. Então, eles procuram casos discretos para satisfazê-los de uma forma que seu parceiro não pode fazer para continuarem casados – mas o que acontece antes de tomarem essa decisão? Ashley Madison descobriu* que, quando se trata de questões conjugais, abandonar o casamento não é o primeiro passo. Na verdade, a infidelidade é em grande parte o último recurso para os adúlteros que tentam consertar o problema em questão, por conta própria ou com ajuda profissional.

Quando as coisas ficam difíceis, o difícil é não começar

“É importante compreender que nossos membros não estão recorrendo a nós apenas na segunda fase da lua de mel ou após o primeiro período de seca”, disse Isabella Mise, Diretora de Comunicações da Ashley Madison. “A decisão deles de ingressar na Ashley Madison costuma ser uma escolha pragmática e ocorre após muita consideração.”

Então, o que exatamente os membros estão fazendo para restaurar o equilíbrio em seus casamentos? Parece que se adota uma abordagem proativa com um terço (31%) assumindo a liderança na correção do problema sem nenhum esforço real de seu parceiro e mais da metade (52%) revelando que conversam sobre o problema com seu parceiro. Outros 65% têm alguém em sua vida pessoal com quem podem ser completamente abertos e honestos – um confidente próximo a quem podem recorrer para obter conselhos ou ajuda.

Casados são frequentadores assíduos das terapias

A terapia de casal também é um plano de ação desejado para mais de um terço dos membros (38%), e quase metade daqueles que estão atualmente cadastrados na plataforma (47%) revelam que frequentam o divã semanalmente. Para aqueles que solicitaram a ajuda de profissionais com seus cônjuges, 27% fizeram terapia de casais, 21% terapia focada na solução e 20% terapia focada na emoção – alguns dos muitos modelos de terapia de casais. Em termos do que eles mais esperam realizar, a prevenção do divórcio ou separação se aproxima do topo da lista (43%).

O que você e seu cônjuge estão querendo ganhar com a terapia de casal?
Um conexão emocional melhor50%
Prevenção de separação/divórcio43%
Uma melhor vida sexual24%
Ferramentas parentais mais fortes12%
Confiança financeira6%

 

“A domesticidade contínua e a falta de comunicação podem levar a coisas como casamento sem sexo, frustração no relacionamento e um sentimento de infelicidade crônica”, diz a Dra. Tammy Nelson, autora de When You’re the One Who Cheats (ainda sem tradução para o Brasil). “Não importa quem tem a ideia de vir para a terapia ou quem está mais interessado nas sessões – se ambos decidirem participar, o aconselhamento pode ajudar. No entanto, se alguém está lá simplesmente para deixar seu parceiro de fora deste processo, o melhor aconselhamento de casais pode ser uma perda de tempo. ”

Embora os membros demonstraram abertura à terapia de casais e soubessem o que queriam ganhar, a maioria (69%) não achou que isso realmente resolvesse muito em seus casamentos. No entanto, 27% compareceram e 39% seguem abertos à terapia individual, onde muitos membros relatam ter visto uma melhora em seus relacionamentos familiares, conjugais e românticos como resultado.

Esses dados mostram que, apesar de suas falhas, os adúlteros estão interessados na preservação de seus relacionamentos conjugais e apontam para a disposição de explorar seu próprio papel no estabelecimento de mais harmonia em casa. Em última análise, no entanto, estabelecer conexões com parceiros externos pode ajudá-los a preencher os componentes ausentes que outros métodos simplesmente não podem.

“Alguns casais são incompatíveis quando se trata de desejo sexual, ou de seu interesse por variedade ou aventura”, continua a doutora. “Raramente os casais estão exatamente no mesmo patamar ao mesmo tempo. A terapia de casal pode ajudá-los a comunicar o que desejam do casamento, e a terapia individual pode ajudá-los a aprofundar o seu desenvolvimento pessoal. Quando há desentendimentos em um casamento que são fundamentalmente conflitantes, uma das partes pode sair e agir por conta própria. Romper um casamento pode ser doloroso e debilitante para todos. Quem pode dizer que um caso extraconjugal seja melhor ou pior? ”

*Com base em uma pesquisa com 1.727 membros do Ashley Madison entre 5 de agosto de 2021 e 10 de agosto de 2021.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar

Conteúdo Adulto

O conteúdo a seguir é destinado ao público adulto.

Ao escolher sim você está declarando ser maior de 18 anos.