BROW LIFTING: a técnica para elevar a sobrancelha pode ser realizada com fios de PDO com resultado natural

Com tecnologia de ponta e efeito natural, o procedimento é um dos mais procurados desde o início da pandemia

Com o uso das máscaras, o olhar ficou em evidência e a procura pelos tratamentos desta região aumentou muito. Sabe aquela elevadinha das sobrancelhas que deixa tudo mais leve e bonito em nossas expressões? Então, podemos atingir este resultado com a implantação de fios de PDO com alta tecnologia, usando a técnica de brow lifting. O resultado já pode ser percebido logo após a colocação dos fios, mas vale a pena lembrar que, por se tratar de um bioestimulador, ou seja, um produto que vai promover a produção natural de colágeno na nossa pele, o resultado mais bonito acontecerá 3 meses após o procedimento, com a construção de colunas dessa proteína.

Os Fios de PDO são a alternativa para diversos procedimentos que preservem a beleza natural. Eles funcionam basicamente como bioestimuladores que, entre outras funções, contribuem para o tratamento de assimetrias, melhoram o contorno e a sustentação da pele, reposicionam e reconectam o tecido e têm ação antienvelhecimento da pele. Com essa tecnologia, é possível realizar técnicas tanto faciais quanto corporais. Uma delas que vem ganhando cada vez mais destaque nos consultórios para quem busca evidenciar as sobrancelhas é o Brow Lifting.

O procedimento também é indicado, por exemplo, para melhorar a flacidez nas pessoas com excesso de pele da pálpebra superior. “Utilizamos a técnica para remodelar o terço superior da face, com possível arqueamento de sobrancelha. Os fios promovem a tração do tecido além de estimular o colágeno da região, preenchendo a área e evitando a flacidez”, afirma o dermatologista de Belo Horizonte, João Henrique Barros, que utiliza os fios da marca I-Thread no consultório. O estímulo da produção de colágeno é possível graças a substância da qual o fio é formado, a polidioxanona, que é totalmente absorvida pelo organismo em até 8 meses e os resultados podem ser mantidos de 12 a 18 meses após a aplicação.

Existem vários tipos de Fios de PDO, divididos em 3 famílias, de acordo com a sua função: os lisos são indicados para biestímulo de colágeno; os parafusos promovem um estímulo ainda maior da proteína e uma volumização natural; os espiculados fazem a tração dos tecidos e um efeito lifting. Dentre os últimos, destaca-se o fio Sculpt, que traz uma avançada tecnologia de fios de tração moldados roboticamente em 360°, o que proporciona uma maior sustentação e uma alta capacidade de lifting, tornando-o o padrão ouro para a técnica de lifting de sobrancelhas.

A quantidade e o tamanho dos fios são determinados pelo médico após a avaliação do paciente, e dependem da área a ser aplicada. “Para a área da sobrancelha utilizamos de 4 a 8 fios de tração, que são aqueles que fazem a reconexão dos tecidos”, explica o especialista.

O procedimento deve ser realizado por um profissional capacitado, é minimamente invasivo, seguro, extremamente eficaz, e com tempo de recuperação bem mais curto, sem a necessidade de repouso após a aplicação. Já é possível notar os primeiros efeitos nos dias seguintes.

“A colocação dos fios é realizada com anestesia local no consultório médico, é rápido e seguro”, afirma o Dr. João. O especialista ainda complementa que os Fios de PDO podem ser combinados com preenchedores, toxina botulínica e até mesmo outras tecnologias para potencializar os resultados.

Para um melhor resultado do Brow Lifting, os especialistas utilizam a cefalometria e estudos com padrões para cada tipo rosto, com a ajuda de softwares de análise do formato da face. “Fazemos uma análise individual de cada paciente para identificar mobilidade tecidual, já que naqueles com pouca mobilidade os resultados costumam ser menos satisfatórios”, complementa o dermatologista.

Após a aplicação é recomendado evitar movimentos excessivos na região, de preferência dormir em decúbito dorsal, evitar calor local e exposição ao sol. Dr. João também alerta que não podem realizar o procedimento pacientes com distúrbios de coagulação, doenças autoimunes ativas, gestantes e lactantes ou aqueles com infecção no local da aplicação.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar