Conheça os cuidados com dreno pós-cirurgia

Seguir as recomendações médicas após uma cirurgia plástica interfere diretamente no sucesso de um procedimento. Uso adequado de cintas e malhas, realização correta de curativos, reabilitação com fisioterapia, realização de drenagem linfática com profissional capacitado e a manipulação correta de drenos, quando indicados no pós-operatório, são considerados fundamentais para atingir com sucesso o resultado final desejado.

O uso de drenos dependerá de cada cirurgia, técnica escolhida e até mesmo da rotina do cirurgião. Eles servem, principalmente, para drenar líquidos (sangue, secreções) que possam acumular na região operada. Os procedimentos mais comuns de cirurgia plástica que utilizam o dreno incluem as cirurgias abdominais e as de mama.

O cirurgião plástico, Dr. Fernando Amato, explica que o dreno está indicado para evitar o acúmulo excessivo de líquidos nos primeiros dias de pós-operatório. Ele pode ser inserido abaixo da cicatriz da cirurgia e fixado com pontos, é mantido de acordo com o volume e aspecto do líquido que está saindo.

Geralmente, o líquido acumulado na cirurgia pode drenar em quantidade maior, principalmente, nas primeiras 48 horas. “No caso de sentir dor no local do dreno ou qualquer outra alteração, o paciente deverá buscar orientações com o seu médico”, orienta Dr. Amato.

Em casa – Alguns cuidados devem ser ressaltados para as pacientes que recebem alta com o dreno a vácuo. Abaixo, o Dr. Fernando Amato explica como fazer a limpeza do dreno em casa:

  • Lave as mãos antes e depois de manipular o dreno e use luva descartável.
  • Feche o clampe, limpe a válvula com álcool, abra a tampa do dreno e despreze o conteúdo em um recipiente adequado.
  • Com uma das mãos comprima o frasco do dreno contra uma superfície firme para expelir o ar e com a outra mão, feche a tampa e abra o clampe, realize esta operação a cada seis horas, ou mais vezes se necessário.
  • Anote o débito do dreno com dia, quantidade e cor.
  • Não lave o recipiente do dreno. Se as conexões derem problema, procure um médico.

No banho, deve-se evitar molhar o curativo, pois pode aumentar o risco de infecção. “Caso o curativo molhe durante o banho, será necessário refazê-lo. Não deve ficar com curativos molhados.”, explica Dr. Amato.

O cirurgião plástico, que é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), alerta também para alguns sinais de que algo pode estar errado com o dreno, entre eles estão febre, vermelhidão, aumento do líquido drenado com o passar dos dias, cheiro desagradável, inchaço e dor intensa no local do dreno.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar