Com ambientes coloridos e repletos de personalidade, arquiteta Marina Carvalho transforma apto simples em projeto moderno e sofisticado – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Com ambientes coloridos e repletos de personalidade, arquiteta Marina Carvalho transforma apto simples em projeto moderno e sofisticado

Especialista em um décor pautado pela alegria das cores e soluções criativas na arquitetura de interiores, a profissional deixou o imóvel com a cara da cliente, atendendo todas as suas necessidades e desejos

Residências com variações de cores podem emanar mais alegria e informalidade para os ambientes, tornando o lar ainda mais agradável e moderno. Esse era o desejo de Sandra, que expressou o desejo de sair da mesmice com uma reforma que rendeu personalidade para seu apartamento de 80m². Através das redes sociais, encontrou o trabalho da arquiteta Marina Carvalho, que transmite em sua essência trabalha a perspicácia e a versatilidade de realizar projetos modernos e com a vivacidade das cores, trazendo uma alma absolutamente leve e descontraída para os imóveis. Com isso, o processo de planejamento da reforma tornou-se fluido, pois a cliente já sabia o que almejava e suas ideias estavam alinhadas com o DNA do escritório.

“Além dos cômodos coloridos, Sandra compartilhou o desejo por ambientes informais. Então propusemos soluções tanto na parte estrutural, quanto na decoração, para atender suas necessidades e anseios”, recorda Marina. Com uma planta original que apresentava uma área social uma metragem reduzida, a arquiteta realizou adaptações para que os ambientes pudessem conversar entre si, exercer várias funções e, sobretudo, oferecer o máximo conforto.

Através da integração dos ambientes, o apartamento ganhou mais espaço para que a moradora pudesse receber visitas de amigos e familiares |Fotos: Evelyn Müller

 

Área social

Na área social do apartamento, o espaço da sala de jantar, composta por um canto alemão, está integrado com o estar e a cozinha, unindo estes dois ambientes. Dessa forma, é possível que a cliente tenha ainda mais espaço para receber suas visitas e possa interagir com os convidados que estão em um cômodo diferente. “Por ser compacto, o canto alemão foi uma boa alternativa, pois é composto por um banco em L que abraça a mesa e, do outro lado, usamos cadeiras para complementar”, explica a arquiteta. A iluminação, com fita de LED, foi instalada na prateleira linear que vai de uma ponta a outra da sala e, para reforçar, os spots embutidos no forro e a pendente, posicionado acima da mesa, evidenciam os materiais – seu quartzo branco e a lona verde dos bancos e das cadeiras. “Na decoração desse canto, propusemos algo diferente: ao invés de quadros ou fotografias, apostamos na composição artesanal chamada Casablanca. Eu amei esse mix entre chapéus, pratos e tampas de cestos, deixando o ambiente único e marcante”, completa.

Na sala de estar, a moradora do apartamento pediu por um ambiente prático e de fácil manutenção. Por isso, na formatação, o desenho da marcenaria é uma mescla entre prateleira e móvel fechado, escondendo os eletrônicos no local onde está a TV. Outra maneira encontrada para ocultar os fios foi a instalação de tubos hidráulicos colocados internamente nas paredes durante a obra – uma solução que mantém o cômodo com aspecto organizado e evita acidentes. Ainda pensando na praticidade do dia a dia, o décor recebeu um tapete de sisal e algodão e, no sofá, o tecido de lona azul é contemporâneo e requer cuidados simples. Nas paredes, a tinta acrílica lavável é perfeita para eliminar qualquer sujeira apenas com um pano úmido.

 

Além de ser ideal para projetos com metragem reduzida, o canto alemão é um ambiente charmoso e convidativo para fazer as refeições |Fotos: Evelyn Müller

Mesmo com o espaço reduzido no living, a cliente preferiu não integrar a varanda com a área social. Assim, os caixilhos que separam os dois ambientes foram mantidos, o que não interferiu na sensação de continuidade em função do mesmo piso. “Antes de instalarmos o piso de porcelanato amadeirado, elevamos o nível do contrapiso do terraço para que ele ficasse o mais próximo possível da altura da sala. Com isso, dá impressão de que a porta está embutida no piso e os espaços estão unidos”, esclarece Marina.

Para a cozinha, com apenas 8m², a marcenaria sob medida foi fundamental para que cada centímetro fosse aproveitado. Com isso, geladeira, cooktop, forno e micro-ondas ficam encaixados perfeitamente entre armários e gaveteiros. O piso de porcelanato desse cômodo é o mesmo do restante do apartamento, que teve um efeito muito interessante com as peças de 1,20 x 1,20m assentadas na paginação espinha de peixe – muito comum em tacos de madeira. A iluminação é outro ponto relevante, já que auxilia no preparo dos alimentos e evidencia a marcenaria verde que dá o colorido da cozinha. Nas escolhas, a fita de LED com luz quente e baixo consumo foi incorporada nos armários aéreos para clarear a bancada e deixar tudo convidativo visualmente para o preparo dos alimentos.

Os móveis sob medida são ideais para compactar os espaços. Além disso, o verde suave da marcenaria propiciou cor e vida ao ambiente |Fotos: Evelyn Müller

Ainda pensando em otimizar os espaços, o tampo de pedra da cozinha acompanhou a altura da lavanderia. Praticamente grudadas uma na outra, é a porta de correr embutida e executada em serralharia preta e vidro mini boreal, que separa as duas bancadas e cria uma divisão entre os ambientes. “A lavanderia seguiu a especificação que trabalhamos na cozinha. Na atenção aos detalhes, o lixo foi inserido dentro de um dos armários, dando uma sensação de limpeza e organização”, acrescenta Marina.

A varanda tornou-se um lugar de paz e tranquilidade para a moradora. Discretos, os armários acrescentaram espaço para guardar os itens da casa, bem como contribuiu para o décor |Fotos: Evelyn Müller

Área externa

Transmitindo uma sensação relaxante e suave, a varanda constituída por cadeiras de balanço confortáveis, uma mesinha e planta vasos com plantas tornou-se um local perfeito para descansar, ler um livro ou ouvir música, uma das paixões da moradora que possui uma vitrola para tocar os seus discos de vinil. “Claro que ela ainda se tornou um elemento vintage para o décor”, celebra a arquiteta. Na versatilidade que a arquitetura de interiores provê, a varanda ainda recebeu móveis muito discretos e que complementaram o espaço para organizar itens de sua residência – um armário suspenso mais baixo e outro mais alto que acomoda materiais de limpeza que normalmente ficariam na lavanderia.

Para o ar-condicionado que estava na varanda, uma vez que a estrutura do prédio não dispunha de uma área técnica, o escritório desenvolveu uma estrutura metálica, com uma portinha de vidro, para que o ar quente do equipamento não invadisse o ambiente.

A monocromia no corredor foi uma das apostas de Marina Carvalho para atender o desejo por cores na decoração do imóvel |Fotos: Evelyn Müller

 

Ala íntima

Dando acesso para os cômodos da ala íntima do apartamento, o corredor evoca um toque especial com o azul nas paredes, portas e teto, formando uma monocromia estilosa. O primeiro ambiente desta ala é home office, cômodo imprescindível na rotina durante e pós (em breve, aguardamos!) pandemia. Originalmente um dormitório, o espaço foi adaptado para atender todas as necessidades de Sandra em seu horário de trabalho. Com uma bancada revestida de laminado branco nichos iluminados para apoiar os objetos, a moradora tem a desenvoltura necessária para exercer suas tarefas. Para arrematar, armários, caixas e duas gavetas foram dispostas para armazenar documentos e outros artigos, auxiliando na organização do local.

Fundamental para os dias de hoje, o espaço para o home office foi criado com toda ergonomia e praticidade que esse ambiente merece |Fotos: Evelyn Müller

O dormitório onde Sandra dorme e descansa ganhou estilo e personalidade com a cor verde em destaque na parede atrás da cama e faz as vezes de cabeceira: a pintura contrasta com o branco das demais face e os móveis pretos. Pautada pela sobriedade, o tom fechado de verde foi guarnecido com as cores neutras empregadas por Marina. “Com o enxoval branco, a mesinha lateral com lâmina de madeira ebanizada e a fotografia descentralizada alcançamos uma atmosfera super sofisticada”, relembra. O quarto ainda conta com um grande móvel, elaborado com muitas portas e gavetas que recebem roupas e sapatos, um vão para encaixar a TV e um nicho iluminado com LED para destacar a decoração.

O quarto da moradora reflete sua personalidade e ressalta seu viés contemporâneo por meio das cores, design dos objetos e a fotografia P&B |Fotos: Evelyn Müller

Conectado ao dormitório, o banheiro de Sandra já contava com uma estética moderna e simples e, por isso, não foi preciso dedicar muitos investimentos. Os azulejos brancos de 20×20 cm foram rejuntados em azul, combinando com a serralheria do box e a marcenaria. Em uma ambiência harmônica, a bancada de quartzo branco e os metais pintados em preto completam as escolhas.

O banheiro social e o banheiro da moradora receberam os mesmo revestimentos e matérias, mas a cores de cada um traz uma outra cara para os cômodos |Fotos: Evelyn Müller

 Já no banheiro social, que também serve como lavabo e acompanha características semelhantes ao principal, a serralheria do box ganhou uma pintura eletrostática em um tom tijolo e vidros mino boreal, propiciando privacidade para quem estiver tomando banho. Nos dois banheiros, a abertura sanfonada do box foi a saída encontrada para a comodidade em áreas menores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *