Você perdoaria uma traição? Saiba como superar o sentimento! – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Você perdoaria uma traição? Saiba como superar o sentimento!

Uma pesquisa feita pelo Gleeden, aplicativo de encontros extraconjugais voltados para mulheres, apontou que 58% das pessoas acreditam que a infidelidade é um comportamento humano natural e até 57% consideram que é possível amar o parceiro e ao mesmo tempo ser infiel. Mas a pergunta que paira no ar é: você perdoaria uma traição? Como superá-la?

Existem muitos sinais de traição que mostram que a relação não está indo bem como: crise sexual, a falta de paciência ou de diálogo, dinheiro, filhos, etc. Claro que nada justifica essa atitude e se você acabou de descobrir algo assim, independentemente do que a pesquisa diz, sabe que esse é um sentimento muito complicado de se superar.

“Esse é um momento muito difícil e deliciado na vida. Mas é necessário muita sensatez e diálogo, pois do contrário poderá se repetir e surgir sentimentos negativos, como ódio, mágoa e intolerância, o que atrapalham muito a vida de todos.” – destaca a espiritualista da plataforma de bem-estar iQuilibrio, Juliana Viveiros.

A espiritualista destaca que, se a intenção é seguir em frente no relacionamento é preciso fazer algumas análises do seu parceiro (a), isto é, refletir se realmente essa atitude não vai acontecer de novo e você vai sair mais machucado (a) ainda.

“Nada adianta se só uma das partes gosta verdadeiramente. Você perceberá se isso estiver acontecendo porque é bem provável que a parte que traiu continue a fazê-lo. É como aquele velho ditado que diz: quem faz uma vez, faz duas e três” – pontua. A consultora da plataforma que ajuda pessoas com questões de toda sua vida faz a reflexão: “É necessário fazer uma auto-análise para saber se vale a pena perdoar e tentar novamente ser feliz como um casal. Na verdade, você só saberá se tentar!”.

É preciso analisar se o sentimento que há é mesmo amor. Talvez a traição seja a oportunidade de repensar: o amor de verdade é aquele que você está com alguém porque essa pessoa caminha na mesma velocidade e direção que você, é assim que vocês como um casal estão?

“Amar também é saber perdoar e querer a felicidade do outro. Se o seu parceiro (a) te traiu, provavelmente a relação não está boa entre vocês, por amor não seria mais sensato deixá-lo (a) ir? Lembre-se que quem amamos só queremos o bem, e se esse bem não é ao teu lado, que ele(a) siga outro caminho.” – resume.

Juliana argumenta que o principal sentimento que a pessoa traída não deve ter é a culpa. “A dor da traição é grande, mas acredite, o problema não está em você, e não deixe que o outro lhe culpe, mesmo que você tenha deixado seu casamento um pouco de lado e tenha dado atenção a outras questões também muito importantes, como filhos e trabalho, nada justifica ter uma atitude desonesta” – mas se nada disso aconteceu e não possuir justificativa, cabe a você avaliar se realmente vale a pena perdoar.

“Imagine sua vida sem aquela pessoa que você já está há bastante tempo, avalie o impacto que uma decisão precipitada poderá causar em sua vida. Será que um bom diálogo não pode salvar sua relação? Mas se a comunicação está complicada e você já cansou de falar, deve avaliar mais ainda.” A dica da profissional é não se precipitar em perdoar ou não, pense nos sentimentos do outro em relação a você, tome a decisão certa, no momento certo! “Depois que você se decidiu por perdoar o outro, saiba se ele realmente deseja que a relação dê certo ou apenas quer manter algo que está mais cômodo.”

Será que a traição não tem perdão? Segundo a espiritualista isso irá depender de você e de como se sente com o ato de infidelidade. “Muitos desconhecem o preço da traição, por isso a dica é que você pense somente em você e na sua felicidade, seja neste momento mais racional e egoísta.” – finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *