Sauna seca ou úmida? Entenda as diferenças que envolvem cada uma e como trazer o ambiente para os projetos – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Sauna seca ou úmida? Entenda as diferenças que envolvem cada uma e como trazer o ambiente para os projetos

Arquiteta Isabella Nalon explica como planejar a sauna perfeita para a casa, apresentando as vantagens e características das versões seca e úmida

Ideal para aliviar o stress do dia a dia, a sauna pode trazer diversos benefícios para a saúde e transmitir a sensação de bem-estar também para a esfera mental. Contudo, ‘banho a vapor’ pode acontecer em dois tipos presentes nos projetos residenciais ou comerciais: a sauna seca e a sauna úmida, que apresentam algumas diferenças com relação à temperatura e experiências que elas podem oferecer, bem como especificidades técnicas como revestimentos, dimensões, custo financeiros e outros pontos que influenciarão na definição.

“Gosto de frisar que não existe um modelo certo para os projetos. O ponto determinante para a escolha é simplesmente o gosto pessoal e aquilo que o cliente busca para atender suas necessidades e desejos”, afirma a arquiteta Isabella Nalon, à frente do escritório que leva o seu nome. Porém, dois perfis podem encaminhar a decisão: em lugares onde a temperatura é mais baixa, a sauna seca é mais indicada; já cidades com temperaturas mais elevadas tem na sauna úmida a melhor opção. “Mesmo com suas diferenças, as saunas possuem a mesma função, que é promover o relaxamento para os usuários”, completa.

Ao lado da sala de descanso idealizada por Isabella Nalon na residência, uma sala úmida provê mais um espaço onde os moradores e visitantes podem usufruir de uma pausa para se desconectar das preocupações e completar o ritual de autocuidado| Foto: Julia Herman

Entenda a sauna seca

A principal característica desse tipo de sauna diz respeito à utilização de pedras aquecidas que não permitem a liberação de vapor. A reprodução do ar seco acontece por meio de gerador elétrico, ou através de sistemas a gás ou a lenha – que por sua vez demandam a execução de uma chaminé para expelir a fumaça.

Com uma temperatura que pode chegar a aproximadamente a 80°C, os equipamentos responsáveis pelo aquecimento devem estar protegidos evitando o contato com os usuários como meio de evitar acidentes graves. Na sua construção, a sauna seca deve ser revestida com material atérmico, macio e seco como a madeira cedrinho ou ipê, e o piso pode ser de concreto ou cerâmico. “Caso o morador prefira, podemos também executar com extrato de madeira para acompanhar o revestimento das paredes”, esclarece Isabella. No tocante ao isolamento térmico, o projeto pode ser trabalhado com lã de vidro ou isopor.

 

Atributos da sauna úmida

Também chamada de ‘sauna a vapor’ ou ‘banho turco’, a sauna úmida tem uma presença constante de água e umidade do ar, consequência de uma máquina que libera vapor, convertendo água em calor. Para aquecer o ambiente, normalmente é utilizado botijão de gás, possibilitando que a temperatura alcance o gradiente de 60°C. Com relação aos revestimentos, a sauna úmida exige materiais que resistam não só ao aquecimento, mas também à umidade, como cerâmicas, pastilhas e alguns tipos de pedras – nesse caso, a vermiculita é o material mais indicado. “É um tipo de sauna mais saudável, pois relaxa bem os músculos e, por conta do vapor, o ar fica mais puro”, ressalta a arquiteta. A tipologia ainda exige que seja feito um ralo para escoamento da água, além de cobertura ou forro inclinado para que a água não se acumule no teto e não ocorra o infortúnio da queda de gotículas nos usuários.

Além da sala de descanso, o projeto de Isabella Nalon traz um banheiro com ducha para utilização pós sauna | Foto: Julia Herman

 

Locais que podem receber uma sauna

Segundo Isabella, alguns aspectos devem ser levados em consideração antes de planejar a instalação de uma sauna na residência. Entre eles estão questões como espaço, iluminação e materiais de revestimento, entre outros elementos. Atualmente, certos ambientes de casas e apartamentos, como o box do banheiro e cantos fechados por vidros, podem ser transformados em saunas. Nessa situação, a melhor opção é a sauna úmida, tanto pelo contato com a água, quanto pela necessidade de instalar a máquina do lado de fora da área aquecida.

 

Dimensões das saunas 

Antes de dimensionar a sauna, é preciso ter em mente qual será a capacidade e quantas pessoas ela acolherá. Só a partir disso é plausível definir as dimensões e onde ela poderá ser instalada. Geralmente, os tamanhos variam de 1,5 a 3m de largura, de acordo com a potência escolhida ou vice-versa. A altura deve ser de, pelo menos, 2,20m, e os bancos com um mínimo de 45cm de profundidade. “Nas saunas residências, o conveniente é analisar quantas pessoas utilizarão o espaço ao mesmo tempo. Por exemplo, se a sauna for receber quatro pessoas, o mais viável é que tenha entre 1,50 x 2 m; para seis pessoas, 2 x 2m e, para nove, 2 x 3m”. Vale ressaltar que o equipamento para produzir o calor deve ser posicionado do lado de fora ou fixado em uma das paredes – protocolo que garante a segurança e otimiza o espaço.

Na casa de campo, a sauna seca foi pensada para ter uma integração com a vegetação externa. Dessa forma, o ambiente recebeu vidros temperados nas janelas, placas refratárias nas paredes e área do banco e teto em madeira | Foto: Julia Herman

 

No ambiente seco ou úmido, as altas temperaturas farão com que as pessoas transpirem. Porém, na sauna úmida o suor se mistura com o vapor, fazendo com que a sensação seja bem mais molhada. “É muito normal que, em certa altura, o usuário não saiba distinguir se é suor ou água, uma vez que tudo acaba se misturando”, detalha Isabella.

Pensando no pós-sauna, o projeto deve contemplar a instalação de uma ducha próxima ao ambiente, tanto na versão seca e úmida, para ser usada antes e depois de entrar no espaço. Assim, a pessoa pode tirar o suor logo depois de sair do ambiente, provocando a circulação e um efeito estimulante ao ter contato com a água fria.

 

Benesses da sauna para a saúde

As saunas podem trazer muitos benefícios como eliminar toxinas, dilatar os vasos capilares e melhorar o fluxo sanguíneo. Também é capaz de aliviar dores reumáticas e da coluna, combater o estresse e a hipertensão, melhora o sono, relaxamento dos músculos facial e corporal, além de prevenir a flacidez da pele.

Todavia, quem sofre de problemas cardíacos, como os hipertensos ou acometidos por pressão baixa deve passar longe da sauna. Quando o corpo é exposto ao calor, o coração pode sofrer uma grande vasodilatação, provocando uma aceleração dos batimentos cardíacos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *