Saiba como tratar a queda de cabelo após o parto – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Saiba como tratar a queda de cabelo após o parto

Se você ganhou neném recentemente, saiba que está sujeita a um problema que não escolhe raça nem idade. Estamos falando da queda de cabelo no período pós-parto. Em primeiro lugar, não se assuste. Isso é bem comum e acomete várias mulheres.

O caso recente mais famoso foi da atriz Íris Valverde, que em 2018 sofreu com a queda excessiva de cabelo após o parto. Como ela mesma revelou, a causa para os tufos de cabelo que perdeu foram a queda hormonal e o estresse dos primeiros meses de maternidade.

Pois esses são de fato alguns dos principais fatores para a queda de cabelo nas mamães “recém-nascidas”. E é uma reação tão comum e tão característica que tem até nome: eflúvio telógeno. Não estamos falando só do período pós-parto, mas também por outras circunstâncias desagradáveis para o organismo, como cirurgias, alguns medicamentos, perda hormonal, perda de sangue, infecções, deficiência nutricional etc. Ou seja, ocasiões que são “de perder os cabelos” existem mesmo!

Mas o que fazer em casos assim?

Antes de tudo, é preciso entender que o cabelo que cai no pós-parto só se manteve no couro cabeludo até então por causa dos hormônios da gestação. É ele o responsável por manter o estoque de energia no seu organismo pensando no bebê, e por isso mesmo as unhas, a pele e os cabelos ficam incrivelmente saudáveis durante a gestação. Depois do parto, há uma baixa desse estoque, e o resultado é, também, a perda de cabelo.

“Estamos falando de um processo natural, que não pode ser interrompido nem evitado. O foco então não é na recuperação do cabelo, mas no fortalecimento do couro cabeludo para estimular o crescimento de novos fios”, explica Rosângela Rocha, hairstylist, visagista e proprietária do salão de beleza Maison Rocha. “Isso é feito melhorando a circulação da região, com vitaminas próprias e técnicas avançadas, como o uso de laser, por exemplo”, acrescenta.

Segundo Rosângela Rocha, o eflúvio telógeno pode durar de 6 a até 15 meses após o parto. Por isso ela recomenda: nada de pânico, até porque o estresse emocional é outro fator que influencia na incidência do eflúvio.

“Considere que a perda de cabelo pode ocorrer e entenda que é uma etapa comum da vida, mas que passa. Se realmente a perda de cabelo for excessiva e estiver incomodando bastante, influenciando no seu equilíbrio estético, então converse com seu obstetra e com uma profissional adequada que possa te ajudar no fortalecimento da saúde capilar”, conclui Rosângela Rocha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *