Vasos de Ricardo Graham Ferreira, além de úteis, são objetos de arte – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Vasos de Ricardo Graham Ferreira, além de úteis, são objetos de arte

Ricardo Graham Ferreira, designer à frente da marca oEbanista, tem como premissa em seu ofício enxergar a madeira, sua principal matéria-prima, como um elemento sempre vivo, em constante “movimento”. Quando Ricardo começa a executar uma peça, sempre observa além dela. Neste processo, o designer vê outras possibilidades de uso daquilo que “sobra” de uma produção. Foi a partir desse olhar sensível que Ricardo apresenta seus vasos, criados a partir da matéria-prima remanescente da fabricação de seus móveis, icônicos dentro do universo do design brasileiro.

Como cada peça é observada completa a partir de um fragmento de madeira, é impossível que exista um objeto igual a outro. Isso expressa a original vocação em criar móveis e objetos-arte, porque além de um vaso não ser semelhante a outro, a matéria-prima também nunca é a mesma.

“Cada espécie tem as suas características, mas cada amostra tem as suas peculiaridades únicas, seus veios, cores, texturas. Isso faz de cada peça ser única, mesmo ela sendo de linha”, explica Ricardo.

Os vasos representam uma nova etapa da trajetória de Ricardo dentro da ebanesteria, técnica artesanal e tradicional de marcenaria que aprendeu na Europa no início de sua carreira. O designer, agora, passa a trabalhar mais intuitivamente, criando objetos a partir do formato que o móvel, antes planejado e executado, deixa para trás. “É uma forma totalmente instintiva de enxergar uma peça nesses fragmentos de madeira, mas trabalhados com técnicas que venho utilizando e desenvolvendo ao longo do tempo”, comenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *