16 causas que explicam o bad hair day e como evitar o visual indesejado nos cabelos – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

16 causas que explicam o bad hair day e como evitar o visual indesejado nos cabelos

Você já parou para pensar em porque seu cabelo muda tanto de um dia para o outro? Tricologista explica que há como evitar o bad hair day

Aquele dia que seu cabelo resolve seguir um humor duvidoso e desobedecer a qualquer sugestão de penteado é popularmente chamado de bad hair day. Há quem diga que é também nesse dia que estarão marcados compromissos como aquela reunião por vídeo, aquela apresentação que você se preparou por meses ou aquele encontro onde a rebeldia capilar não poderia ser uma preocupação. Pois bem, o bad hair day existe e essa chateação pode ser evitada. É o que afirma o médico e tricologista Dr Ademir Junior que lista abaixo as causas que fazem seus cabelos passarem por um mau dia e o que você pode ou não fazer para evitar.

O especialista explica que essas mudanças de “comportamento” dos cabelos tendem a ser mais observadas por pessoas que já têm um problema capilar, do tipo queda ou fios quebradiços. “Os cabelos ralos, quando mudam, podem dar a impressão de maior ou menor visualização da área de rarefação capilar e isso pode causar um incômodo enorme em quem deseja que passe despercebido”.

Há muitos motivos para que seu cabelo pareça estar mais cheio hoje e menos volumoso amanhã. E Dr Ademir salienta que ainda que a queda capilar ou calvice estejam sendo tratadas, por exemplo, isso não tem nada a ver com a quantidade de cabelos mudando de um dia para o outro de fato, exceto em exceções como a quimioterapia, intoxicações ou mesmo a alopecia areata. Mas ele afirma que “nesses casos, a mudança na percepção capilar não é uma impressão, é um fato, e raramente o paciente acredita que no dia ou na semana seguinte seu cabelo esteja melhor pois qualquer tipo de recuperação capilar costuma ser morosa, demorada e gradativa”.

Vamos 16 causas para que seus cabelos pareçam diferentes de um dia para o outro, ou para o chamado bad hair day:

  1. Temperatura da água na lavagem – que estimula secreções do couro cabeludo.
  2. O tratamento da água. Ás vezes uma mudança de cidade onde o tratamento da água é diferente é sentido pelos cabelos, podendo promover desidratação capilar.
  3. Frequência de lavagem – o intervalo entre as lavagens interfere no conteúdo e acúmulo de sujidade ou secreções nos fios de cabelo e no couro cabeludo e isso pode alterar a estética do fio mesmo como resultado da lavagem, se não for realizada de forma adequada.
  4. Tipo de cosmético utilizado para lavar os cabelos – pode reduzir o volume dos fios, ou provocar impressão de eriçado, aumentando o frizz ou ainda a opacidade dos cabelos.
  5. Uso de produtos para modelar ou pentear – interferem no aspecto visual podendo causar ilusão de mais ou menos cabelo ou deixar resíduos que alteram a aparência.
  6. Corte dos cabelos – certos cortes favorecem a impressão de mais ou menos volume capilar, além de poder exigir que use mais secador ou chapinhas, o que causa danos por excesso de aquecimento dos fios.
  7.  Químicas – Os redutores de volume, alisantes e tinturas acabam por favorecer a impressão de menos cabelos quando esses produtos fazem os fios perder massa.
  8. Uso de mecanismos de calor – quando aplicados próximos ao couro cabeludo podem aumentar as secreções do mesmo e reduzir o volume dos cabelos. Quando aplicados nos fios podem dar impressão de mais ou menos cabelos de acordo com a forma que forem utilizados.
  9. Qualidade da alimentação – alimentação rica em alimentos que estimulam a produção de radicais livres e/ou estimulam a secreções do couro cabeludo podem interferir na saúde capilar, podendo alterar a percepção de volume capilar.
  10. Doenças e medicamentos – certas doenças como a síndrome dos ovários policísticos podem aumentar a oleosidade do couro cabeludo promovendo impressão de menos cabelos. Uso de certos medicamentos que reduzam ou aumentem as secreções do couro cabeludo.
  11. Período do ciclo menstrual – as fases do ciclo menstrual podem mudar o padrão de produção de secreções pelo couro cabeludo interferindo na sensação de volume capilar.
  12. Sudorese – via de regra umedece os cabelos reduzindo a impressão de volume, como ocorre com os cabelos molhados.
  13. Umidade relativa do ar – aumenta o frizz do cabelo e, embora não incomode algumas pessoas, o frizz ainda é um efeito indesejado para muitos.
  14. Clima em geral – o clima pode interferir não apenas nas secreções do couro cabeludo como também agir diretamente sobre a fibra capilar provocando mudanças na impressão sobre as mesmas.
  15. Vento – costuma ressecar o cabelo e, dependendo da exposição, aumenta os danos nos fios em determinadas estações do ano.
  16. Água do mar e piscina – resseca os cabelos e aumenta o frizz. Piscinas tratadas com cloro costumam desidratar os cabelos e interferir na aparência dos mesmos.

Fonte: Blog O Tricologista (http://otricologista.com/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *