Autônomas viram protagonistas no mercado da moda e se destacam no varejo digital – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Autônomas viram protagonistas no mercado da moda e se destacam no varejo digital

Elas sempre tiveram importância vital. No entanto, com a pandemia, revendedoras e sacoleiras passaram a ter peso dobrado e são figuras disputadas nos bastidores do mercado da moda.

Daniela Cristina Caetano Bonissoni, 43 anos, de Pradópolis (SP), com a pandemia passou a fazer lives comerciais para a venda de moda íntima, utilizando estratégia de preços diferenciados, e tem obtido 100% de vendas

É pelas mãos delas que são pulverizadas Brasil afora milhares de peças, principalmente da indústria da moda íntima, a exemplo do polo mineiro de Juruaia, cidade conhecida como a capital da lingerie. Boa parte das 20 milhões de peças vendidas anualmente pelas fábricas juruaienses são feitas por mulheres autônomas, muitas delas donas de casa, moradoras dos grandes centros urbanos ou de municípios menores e mais distantes da capital. Ao procurar uma atividade para gerar recursos financeiros, essas empreendedoras encontraram uma oportunidade na revenda de moda íntima.

A pandemia poderia esfriar os planos de muitas delas, mas teve efeito contrário. A Internet, aliada a força de vontade e a gestão natural, própria das mulheres, está produzindo cases de sucesso no varejo digital. Daniela Cristina Caetano Bonissoni, 43 anos, de Pradópolis (SP), a cerca de 30km de Ribeirão Preto, é um desses exemplos.

Após 20 anos trabalhando no ramo de perfumes importados, Daniela gostaria de ter uma renda extra e de início começou só com moda íntima. Com o crescimento do negócio, ampliou para pijamas e modas fitness e praia.

“Meu marido quem me incentivou. Trabalhava só com perfumes importados. Aí quis fazer uma renda extra. Comecei como sacoleira. Em uma semana vendi tudo. Na outra semana, voltei e comprei mais um pouco e vendi tudo novamente. Foi então que decidi reformar toda a frente da minha casa e montei uma pequena loja. Com a pandemia e a restrições de mobilidade urbana, minha filha Lívia, de 15 anos, passou a me ajudar com as vendas pela Internet. Estou fazendo lives comerciais, que é um tipo de estratégia de vendas e divulgação de produtos realizado no ambiente online. Para isso, abaixo o preço do produto, como atrativo de venda. Tenho obtido êxito ao comercializar 100% do que está sendo exposto”, explica Daniela.

A empreendedora ainda conta que confeccionou eco bags personalizadas. “Outra estratégia foi trabalhar com bolsas repletas de peças. Eu ligo para as clientes, levo a mala em um dia e busco no outro. Essas ações diferenciadas na pandemia conseguiram manter as minhas vendas. Por exemplo, depois da live fiquei mais conhecida. Percebi que faltava em mim divulgação. A gente nunca deve desistir dos nossos sonhos. É importante pensar positivo. Às vezes demora um pouquinho para acontecer, mas acontece”, fala a empreendedora.

Segundo a pesquisa “O Impacto da pandemia de corona vírus nos Pequenos Negócios”, feita pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional, com apoio da Unidade de Competitividade e Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros, entre 25/02/2021 a 01/03/2021, revelou que em um universo de 17,2 milhões de pequenos negócios, cerca de 74% das mulheres empreendedoras não estão de braços cruzados e estão utilizando as redes sociais, como Whatsapp, Facebook e Instagram, para vender seus produtos ou serviços.

Para se ter uma ideia da importância dessas empreendedoras, principalmente revendedoras e sacoleiras, além de pessoas que buscam uma oportunidade de renda, Juruaia realizará a Felinju Online, a maior feira online de moda íntima, praia, fitness e pijamas do Brasil, entre os dias 28 de abril e 1 de maio pelo site www.felinjujuruaia.com.br.

Por conta da pandemia, o evento, que está em sua 24ª edição, seguirá apostando no universo tecnológico para movimentar as vendas do polo da moda íntima e terá como tema “Acredite no seu potencial!”

O tema surge diante de um momento de reflexão e introspecção, onde cada um busca reconhecer a si mesmo e suas potencialidades. Em tempos desafiadores, a força para resistir e lutar brota com mais força. É essa a ideia que a Felinju Online propõe para as mulheres que se desdobram entre o trabalho e o lar.

Felinju Online contará com estandes virtuais, desfiles, lives comerciais e palestras com temas diversos, com conteúdo disponível 24 horas por dia, que poderão ser acompanhados por lojistas, revendedores e consumidores em geral de todo o Brasil.

Dezenas de empresas de Juruaia estarão com seus estandes virtuais na plataforma, apresentando suas coleções exclusivas Outono/Inverno 2021. Haverá a integração com o e-commerce de cada expositor, onde será possível comprar os produtos expostos.

Felinju Online é uma realização da ACIJU- Associação Comercial e Industrial de Juruaia- e do Sebrae, com o apoio do empresariado local, dos grupos de negócios, entidades representativas e do poder público municipal.

Serviço:

Felinju Online 2021

Data: Entre os dias 28 de abril e 1 de maio 

Site: http://felinjujuruaia.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *