Novos começos: modelos com mais de 30 anos contam como foi começar a carreira tardiamente – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Novos começos: modelos com mais de 30 anos contam como foi começar a carreira tardiamente

Muitas pessoas desistem dos sonhos, algumas por acharem que não conseguem, ou que se sentem velhos demais para alcançar essa meta, ou até mesmo por medo. Contudo, duas pessoas que não desistiram do sonho de ser modelo foram Jack Campello, 41, e Larissa Finco, 31.

Se arriscar no mundo da moda quando se é mais velho antigamente poderia até parecer uma loucura. Mas, com as mudanças no cenário fashion que começou a abraçar a diversidade, esse sonho se tornou possível.

Há três anos, Jack que é também advogado e intercala sua vida no escritório com o mundo artístico, explica sua carreira de modelo começou quando uma estagiária da firma de Direito em que ele trabalha o marcou em uma publicação procurando modelos para um comercial do Carnaval em Salvador.

Jackson Campelo em desfile de moda

“Minutos depois o produtor me procurou e agendou a data para fazer a propaganda e eu não pude ir no dia, porque não fui liberado do trabalho. Mandei mensagem agradecendo e para mim acabou, porque todo mundo queria fazer a propaganda e eu tive a chance e não fui. Alguns dias depois, o mesmo produtor me chamou para fazer parte de uma campanha em combate a dengue, em 2018 e topei, fui e tive até um close na propaganda.”, explica.

De lá para cá, o modelo já trabalhou em diversas campanhas locais, para lojas famosas de Salvador, mas também participou de campanhas nacionais, como para uma marca de carros e até o clipe da cantora Anitta, Me Gusta. Além de representar a Bahia este ano, no concurso Mister Continente.

Larissa começou a carreira agora e já está colhendo frutos, mas o começo dela, foi bem parecido com o modelo. Ela que trabalhava com assessoria executiva e lidava diretamente com diretores e presidentes de empresas de grande porte e multinacionais, até que foi descoberta por Elian Gallardo que acreditou no seu potencial. Mas, o desejo de ser modelo vinha desde a adolescência dela. “Tudo na vida que me é proposto a fazer há qualidade aplicada nos assuntos/tarefas a serem feitas. por destino a chance me veio agora.”, conta a new face.

Com as referências de modelos como Heidi Klum, Karen Mulder e Kate Moss, a modelo acredita que suas experiências anteriores irão a ajudar a empreender a carreira.

“Além do desejo ímpar de sucesso na carreira também quero aprimorar nas competências técnicas como foco no cliente, criatividade, foco no resultado, marketing digital e flexibilidade”, acrescenta.

Tanto Jack como Larissa acreditam que essa história de ter idade para modelar ficou no passado, que a moda agora é ser quem você é, e o sucesso vem disso. “Acho que estamos crescendo, tendo visibilidade, e eu recebo muitas mensagens elogiando, muitos colegas depois que eu entrei também tentaram, mas ser modelo não é só ter a imagem boa, é ter personalidade, estudar e ter um pouquinho de sorte também”, explica Jack.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *