Temperatura corporal e gasto energético no inverno – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Temperatura corporal e gasto energético no inverno

Dra. Bruna Manes aconselha às pessoas a não consumir alimentos industrializados, pois são ricos em calorias e pobres em nutrientes

Bruna Manes, endocrinologista que atua em Volta Redonda (RJ) e no bairro Leblon, explica o motivo pelo qual as pessoas tendem a consumir alimentos mais calóricos durante a estação do inverno.

“É fato que no inverno as pessoas sentem mais vontade de consumir doces e alimentos com alta densidade calórica e mais ricos em carboidratos. No entanto, poucos sabem que existe uma relação direta entre a temperatura corporal e gasto energético nesta estação.

Para compensar a perda de energia corporal, buscamos alimentos mais calóricos, como por exemplo, doces, massas e pães “.

Por esse motivo, muitos indivíduos percebem um aumento significativo do peso corporal. Apesar disso, a Dra. Bruna Manes aconselha às pessoas a não consumir muitos alimentos industrializados, pois são ricos em calorias e pobres em nutrientes.

“Alguns alimentos são deixados de lado no inverno, principalmente frutas e vegetais. Assim, os indivíduos costumam recorrer aos alimentos ultraprocessados. Se você estiver com muita vontade de comer uma bolacha, pique uma banana em rodelas e coloque um pouco de canela por cima. Em seguida, aqueça um pouco”.

“Também é importante consumir uma quantidade de água adequada, que faça seu organismo funcionar perfeitamente. A necessidade hídrica diária varia de acordo com o peso corporal de cada indivíduo, mas em média devemos consumir 35ml/kg/dia”.

Portanto, siga uma linha de pensamento muito utilizada na nutrição: “desembale menos e descasque mais”.

Carreira

A doutora Bruna Manes atua em duas clínicas – em Volta Redonda (RJ), cidade onde mora com o marido e outra no bairro Leblon, no Rio de Janeiro – nos dois espaços oferece tratamento para a obesidade, reposição hormonal de mulheres na menopausa e homens na andropausa, hipertrofia de pacientes que desejam o aumento de massa muscular, além de vários outros procedimentos com protocolos injetáveis, como reposição de vitaminas, hormônios, tratamento para doenças autoimunes, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *