Profissionais explicam como usar rodapé e como definir o modelo para cada ambiente – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Profissionais explicam como usar rodapé e como definir o modelo para cada ambiente

Confira as dicas das arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas e descubra como utilizar o acabamento no seu projeto

Ele passa desapercebido, mas sempre marca presença. Mas por que aplicar rodapés nas paredes? A resposta é simples: todas as paredes precisam de um acabamento funcional e um detalhe estético que contribua para o projeto de arquitetura de interiores.

 

Para Danielle Dantas, arquiteta e sócia de Paula Passos no escritório Dantas & Passos Arquitetura, os rodapés auxiliam no intuito de camuflar possíveis imperfeições decorrentes das junções entre paredes e pisos, além de evitar infiltrações e o acúmulo de sujeiras. “O recurso é importantíssimo para evitar os ‘machucadinhos’ que podem aparecer em colisões. Quem nunca bateu uma vassoura no canto da parede ou mesmo um móvel? Dessa forma, o rodapé reúne o útil ao agradável quando protege e adorna. Podemos lançar mão de diversos materiais, cores e estampas”, explica a profissional.

 

As profissionais elaboraram um passo a passo de como aplicar o rodapé. Acompanhe:

 

Escolha

Neste lavabo, as profissionais partiram para uma das opções mais usadas na arquitetura de interiores: lançaram mão do mesmo material do piso para a execução do rodapé. Junto com a harmonia estética, a proteção dos cantos dentro de uma área que pode ser lavada com tranquilidade, sem o risco de infiltrações | Foto: Maura Mello

Indicado para qualquer projeto, a escolha do melhor rodapé pode variar. Para a definição, as experientes arquitetas discorrem sobre a necessidade de conhecer os tipos de materiais existentes no mercado. Além da clássica predileção por usar o mesmo material do piso, outras sugestões consistentes são o PVC, poliestireno ou o MDF“São opções que gostamos muito de trabalhar e que recomendamos para nossos clientes”, detalha Paula Passos.

Além disso, existem materiais que oferecem soluções e estilos para cada cliente, desde os clássicos até mesmo os rodapés de perfil com luz, que podem ser utilizados para trazer destaque em um ambiente.

Tamanho certo?

Não existe uma altura correto para rodapés! Mas, dependendo do desenho, alguns podem se tornar mais sofisticados e modernos, direcionando também a altura ideal. “Um rodapé mais baixo permite que a atenção esteja mais voltada para o piso, enquanto a aplicação dele em uma altura mais elevada acaba se destacando, deixando de ser apenas um detalhe”, informa Danielle. Como parâmetro, as arquitetas atribuem uma altura entre 15 a 20 cm, mas tudo vai depender do pretendido para cada projeto.

 

Cuidados

Um dos principais cuidados está relacionado às áreas externas. Para ambientes abertos, é necessário inserir rodapés impermeáveis, que são geralmente do mesmo material do piso, como as pedras naturais e porcelanatos ou de PVC. Ainda do lado de fora, se o conceito estiver relacionado à madeira, a indicação é trabalhar com a madeira naval, que dispõe de tratamento para resistir à umidade. “Nossa sugestão é sempre evitar acabamentos mais frágeis na especificação dos rodapés em áreas úmidas ou de grande circulação”, indica Danielle. Além disso, é importante verificar o item não necessita de manutenção e limpeza diária, principalmente os pintados.

Na cozinha, o rodapé foi realizado com o mesmo material do piso, dando um arremate ao ambiente | Foto: Maura Mello

 Limpeza

Falando em limpeza, como qualquer ambiente de uma casa ou apartamento, a limpeza do rodapé também precisa ser realizada na mesma frequência para que o local esteja sempre limpo e livre de manchas. “Na maioria das vezes um pano úmido com água já resolve, mas em situações com maior volume de sujeira, um detergente neutro pode ser a solução”, esclarece Danielle.

 

 

Cores

 

Mas afinal, existem cores especificas para rodapés? De acordo com Paula Passos, as cores podem ser diversas, dependendo da intenção e do objetivo em seu projeto. “Em linhas gerais, é mais comum vermos rodapés brancos ou em tons neutros, todavia, não é uma regra. O primordial é harmonizar com as cores das portas e guarnições, finaliza.

 

No apartamento integrado, o rodapé que acompanha todo o piso da cobertura se tornou um complemento sofisticado para o jardim vertical posicionado ao lado da adega. |Foto: Maura Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *