Envelhecer – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Envelhecer

Há alguns dias recebi um vídeo onde uma senhora (segurando uma latinha), dançava ao som da banda Alphaville (big in Japan), e, diga-se de passagem, dançava muito bem!
Achei sensacional!
E, sem querer, pensei em quantas estarão dançando sozinhas agora (eu e os meus pensamentos desditosos!) e de quantas pessoas foi alvo de comentários maldosos? Quantas pessoas acharam engraçado, acreditando que ela já está “gagá”? Ledo engano. Se ela não tivesse noção do que estava fazendo, não dançaria “dentro do ritmo”; não conheceria música; não estaria se sentindo feliz…quero crer nisto.

A idade nos impõe restrições e a sociedade se encarrega de nos encarcerar porque “somos velhos”. Não podemos isto, aquilo, aquele outro. Em muitos casos, nos restringimos a cuidar dos netos e é claro que isto é feito com prazer. Não existe amor maior do que o amor de uma avó por seus netos…mas, e a nossa vida?

Alguém se lembra que temos necessidades também ? Se ainda pudermos desfrutar da companhia de um marido, companheiro ou quem faça a vez de… ficará mais fácil, teremos com quem desabafar, um ombro amigo para nos apoiar e um abraço para nos confortar.
Mas ( sempre tem um “mas”), e se sozinhas, quando todos forem embora, ficaremos a conversar com as paredes (como diz a música da Marisa Monte) ? E, pior, com um certo constrangimento, custaremos a admitir que gostaríamos de ter alguém para dividir dores e amores.

Ou será que pensam que velho não ama, não sente ciúme, saudade, não sofre com a solidão ? velho sente tudo isto e mais um pouco…mas é feio um velho demonstrar amor, afeto, carinho, principalmente em público: “não pode, a sua época já foi, já era, contenha-se”…e nos fechamos no nosso isolado e solitário mundo, para não chocar a sociedade com as nossas manifestações de apreço.

Contudo, posso garantir que os velhos também amam, sofrem, choram, sentem ciúme, saudade e… SONHAM, exatamente do mesmo jeito que os “jovens”. Com a mesma intensidade e sinceridade, mas não podem exprimir…
Então, quando virem algum “velho (a), abraçando, beijando, cantando ou dançando…não precisam aplaudir …só pensem que poderia ser sua avó, sua mãe ou até mesmo você…AMANHÃ!

E oxalá, tenham aquele ombro amigo e aquele abraço para confortá-los para tornar os seus dias mais leves, claros, alegres e felizes.

Importante
Os textos de nossos colunistas não refletem necessariamente a opinião do Portal Afina Menina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *