Com resultados mais rápidos que de outros exames confiáveis, tomografia computadorizada alerta sobre a possibilidade de agravamento da Covid-19 – Afina Menina

Com resultados mais rápidos que de outros exames confiáveis, tomografia computadorizada alerta sobre a possibilidade de agravamento da Covid-19

Em tempos de pandemia de Covid-19 e distanciamento social, a NESS Health, registrou um incremento de cerca de 300% em suas vendas no segundo trimestre de 2020 em relação ao primeiro trimestre deste ano. A empresa de base tecnológica de soluções e serviços inovadores para o setor de medicina diagnóstica tem um portfólio que vai de encontro às principais carências do segmento no momento: incremento de produtividade, aumento de qualidade e segurança do paciente com base em dados, processos e tecnologia.

Com tecnologia robótica, o nCommand da NESS Health é uma solução de tele operação baseada em software, hardware e processos para o comando remoto de tomografia computadorizada e ressonância magnética que conquistou organizações renomadas e de referência no País, justamente para apoiá-las com o diagnóstico de Covid-19 a distância.

“No atual momento de pandemia, o nCommand tornou-se uma poderosa ferramenta, sendo aplicada como um verdadeiro equipamento de proteção coletiva e contingência operacional. Isto porque contribui para a redução dos riscos de contaminação dentro das instituições de saúde, ao permitir que uma parte da equipe de técnicos que circula fisicamente esteja à distância para obter as imagens dos exames, enquanto apenas aqueles que assistem diretamente os pacientes permanecem fisicamente nas unidades”, afirma José Leovigildo Coelho, CEO da NESS Health.

Veja mais  Pesquisa revela que práticas de relaxamento reduzem a pressão arterial em pacientes hipertensos

O CEO ainda explica que a inovação e o alto padrão de qualidade está na essência do produto, uma vez que a operação a distância facilita a atuação de profissionais mais treinados e padroniza protocolos. Segundo ele, a solução é estável e já está operando em mais de 200 equipamentos no País entre Tomografias e Ressonâncias, destacando que ainda há um vasto mercado para ser explorado.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), o Brasil possui em 2018 mais de 7 mil aparelhos de Tomografia Computadorizada Complementar e Ressonância Magnética distribuídos de norte a sul do País, somando o parque tecnológico do Sistema Único de Saúde (SUS) ao da Saúde Suplementar. Mas a NESS Health já vislumbra transcender as fronteiras nacionais. “Já instalamos e iniciamos o desenvolvimento desta tecnologia em um projeto piloto em Portugal e estamos planejando a entrada na Argentina, neste momento”, revela José Leovigildo Coelho, que é graduado em Ciências da Computação em Pernambuco e possui especialização na Harvard Business School.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *