Doenças respiratórias: período de inverno requer ainda mais cuidados e prevenções – Afina Menina

Doenças respiratórias: período de inverno requer ainda mais cuidados e prevenções

Doenças respiratórias: período de inverno requer ainda mais cuidados e prevenções

Com a chegada do inverno, acende-se o alerta para os cuidados com as doenças respiratórias. Isto porque, nesta época, a baixa umidade do ar e as alterações de temperatura favorecem a ocorrência de tosse, espirros e alergias. Além disso, apesar das atuais recomendações de distanciamento, ambientes como o interior de transportes públicos, com janelas fechadas, tornam-se propícios para a propagação de vírus e bactérias responsáveis por estas condições.

Quando falamos de doenças respiratórias, as mais comuns são gripes, resfriados, rinite alérgica, sinusite, bronquite, pneumonia e asma, que podem ter sintomas mais leves como também mais severos. Por isso é importante que os cuidados sejam recorrentes.

Considerando o momento que vivemos pela pandemia do coronavírus, estes cuidados devem ser ainda maiores, já que os sintomas de muitas destas doenças são bem parecidos com os da Covid-19, como a gripe e coriza. Além disso, ambas as condições se propagam por gotículas de saliva, tosse, espirro ou por passar a mão infectada nos olhos, nariz e boca, e podem trazer complicações se não tratadas corretamente. Por esta razão também é tão importante se imunizar contra a gripe, com a vacina trivalente disponível nas redes pública e privada de saúde.

Veja mais  Pesquisa: calçados com ponta 'curva' podem enfraquecer músculos do pé

Para ajudar a evitar essas doenças, é indicado evitar aglomerações e ambientes fechados, dando sempre preferência a locais ventilados; higienizar as mãos após espirros e tosses; evitar o contato com o rosto após tocar em outras superfícies; arejar a casa; lavar e secar bem as roupas de inverno antes de serem usadas, principalmente se elas ficaram guardadas por muito tempo; manter hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada, atividades físicas e ingestão de líquido e, se possível, tomar a vacina da gripe anualmente.

“O uso de máscaras de proteção, que agora já faz parte do cotidiano do brasileiro, deveria ser adotado mesmo quando todo o cenário do coronavírus passar. Em qualquer sintoma gripal, a máscara pode evitar a contaminação de outras pessoas que podem passar por você pelo seu caminho. Outra atenção que devemos ter é a de não subestimar estas doenças. É muito comum que gripes, sinusites e outras tenham seus sintomas e efeitos acentuados com a falta de tratamento e cuidados adequados, podendo gerar consequências graves ao paciente”, afirma o pneumologista dr. Osvaldo Sabino da Clínica IMUVI, do Hospital HSANP.

Veja mais  Brigadeiro de Batata Doce

Além disso, o pneumologista alerta: “Em caso de febre, tosse com escarro amarelado e dor torácica, que durem mais que um dia, procurar o serviço de saúde e consultar o médico para evitar, possíveis internações e/ou internar, quando necessário, com brevidade para evitar complicações graves e propiciar alta hospitalar com precocidade. Os sintomas mencionados nunca devem ser subestimados. Todo cuidado é necessário neste momento para preservar nossa saúde e a de quem faz parte do nosso convívio.”

 

Sobre o Hospital HSANP

Produto de investimentos de um grupo de médicos e gestores especializados na área de saúde que possuem mais de 15 anos de experiência. Busca ser referência na Região Norte da Grande São Paulo e um dos melhores hospitais de toda a cidade e servir à densa população dessa região, profissionais da área de saúde e operadoras de assistência médica com toda comodidade, evitando deslocamentos arriscados.

Imuvi HSANP

Endereço: R. Maria Amália Lopes Azevedo, 147 – Tremembé
Telefone: (11) 3531-6666

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *