Closer to Zero: multinacional Inglesa lança no Brasil o primeiro programa para apoiar a redução de lesões por pressão

Closer to Zero: multinacional Inglesa lança no Brasil o primeiro programa para apoiar a redução de lesões por pressão

Segundo relatório da ANVISA, lesão por pressão é o terceiro tipo de evento mais frequentemente notificado pelos serviços de saúde do país

Primeiro e único no Brasil, o Closer to Zero é um programa que consiste em uma Certificação em Práticas Clínicas Seguras na Prevenção de Lesão por Pressão e tem como meta, a longo prazo, minimizar sua ocorrência, chegando à incidência muito próxima de zero. Foi idealizado pela multinacional inglesa Smith+Nephew (S+N) e desenvolvido em parceria com o Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES), ente voltado para atividades de diagnóstico e acreditação de organizações e Programas de Saúde, responsável pela avaliação e emissão da Certificação.

O projeto ambicionado há anos pela S+N é fundamentado em padrões de excelência com medidas preventivas para o não desenvolvimento de Lesão por Pressão (LP): “Reduzir a incidência de lesão por pressão depende de ações coletivas, atitudes individuais e mudança cultural. O Programa Closer to Zero tem esse desafio a frente.” comenta Elaine Costa, Gerente de Marketing AWM Brasil.

As lesões por pressão são caracterizadas por atingirem o tecido cutâneo e subcutâneo, envolvendo assim os músculos e até mesmo ossos e articulações. São comuns em pacientes que passam longos períodos acamados e privados de movimentos, levando a destruição parcial ou total dos tecidos. Com o Programa Closer to Zero e com as novas tecnologias usadas, tem-se a contribuição para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes, redução de despesas e credibilidade às instituições certificadas.

“A prevenção é necessária, a gente observa muitas vezes que você trata o paciente e ainda lhe resta uma lesão por pressão. Isso aumenta o tempo de permanência, custos e o desgaste do mesmo e de toda a família. Nós temos um protocolo, avaliação de risco, mas a formatação do Closer to Zero vai seguramente oferecer uma melhoria muito grande na abordagem dessa lesão. É importante também, destacar o protagonismo da Smith+Nephew, sempre na liderança dos processos para a evolução da qualidade no atendimento dos pacientes”, relata o Dr. Flavio Nadruz Novaes, Cirurgião Chefe do Centro de Queimados da Santa Casa de Campinas.

A cada ano, mais de 2,5 milhões de pessoas nos Estados Unidos desenvolvem Lesão por Pressão (LP)***. No Brasil, um levantamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)* mostra que, dos mais de 134.501 incidentes notificados, 23.722 (17,6%) corresponderam às lesões por pressão, no período de 2014 a 2017. Os dados revelam ainda que a lesão por pressão é o terceiro tipo de evento mais frequentemente notificado pelos Núcleos de Segurança do Paciente (NSP) dos serviços de saúde do país. Quanto aos óbitos notificados ao SNVS (766), no mesmo período, 34 pacientes foram a óbito devido à lesão por pressão.

Além disso, as LP’s podem ocasionar um expressivo aumento da utilização dos cuidados de saúde, o que prolonga o período de internação, podendo gerar custos elevados à instituição e aumento da carga de trabalho da equipe. Só nos EUA os custos estimados anualmente são de 11 bilhões de dólares**.

 

Para saber mais:

Smith +Nephew: https://www.smith-nephew.com/about-us/who-we-are/

IBES: http://www.ibes.med.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *