De Mãe para Filha: Genética Fitness reduz risco de câncer de mama – Afina Menina

De Mãe para Filha: Genética Fitness reduz risco de câncer de mama

Exercícios físicos já são velhos aliados no combate de doenças como hipertensão, diabetes e colesterol alto, e agora contra câncer de mama. Estudo recente do Instituto Nacional do Câncer apontou que a prática de exercícios reduz as chances de desenvolver 26 tipos de câncer, entre eles o de mama.

Outra pesquisa porém, foi além. Liderado pelo Memorial Sloan Ketterin Cancer Centre (NY), Universidade do Colorado e Universidade de Michigan, um estudo constatou que filhas de mulheres que mantém uma rotina de exercícios recebem uma contribuição genética que evita o surgimento de tumores malignos na mama.

Para o estudo foram usadas famílias de ratos, separadas em dois grupos: fêmeas geradas por mães com alto desempenho nas esteiras de exercícios e fêmeas provenientes de mães com baixo desempenho aeróbico. Nos dois casos, os núcleos de filhotes avaliados não foram inseridos a uma rotina de exercícios e ao atingir a puberdade foram expostos a componentes químicos que potencialmente são reconhecidos como causadores da doença.

Veja mais  Qual dieta ou exercício ideal para cada corpo? Como evitar uma doença grave? Teste de DNA caseiro consegue ajudar

O resultado foi que os filhotes gerados por mães com menor desempenho em atividades físicas tinham quatro vezes mais propensão a desenvolver câncer de mama e, com o surgimento da doença, também tiveram maior número de tumores.

Mas como desenvolver uma “genética fitness”?

A prática de exercícios físicos provoca alteração nas células e segundo o educador físico e escritor do livro Corpo Saudável, Qualidade de Vida Marcelo Santana, para adquirir esse ganho não apenas para si como para as gerações futuras é preciso encontrar a modalidade que mais se adequa e começar. “Os benefícios da atividade física não dependem de nível de treino, apesar da maioria das pessoa ser corrida, inserir a prática em 20, 30 minutos do dia já traz grandes mudanças no corpo e na saúde”, garante.

Veja mais  O contágio pelo coronavírus pode acontecer através dos olhos?

De acordo com o profissional descobertas como essa reforçam a importância de cuidar do corpo para além da estética. “Acredito que daqui um tempo todas as pessoas vão sair de uma consulta de rotina como a recomendação da prática de algum tipo de exercício físico”, aponta.

Marcelo Santana recomenda que para as mulheres que ainda não tem o hábito de praticar exercícios, é bom começar com exercícios aeróbios como corrida. “Além disso, uma pessoa nova na academia já pode com orientação profissional, realizar educativos de agachamento, supino e leg press, por exemplo”.

Comments are closed here.