Plural, rica e variada, a culinária brasileira aflora em aromas e sabores perfeitos para degustar com um bom rótulo – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Plural, rica e variada, a culinária brasileira aflora em aromas e sabores perfeitos para degustar com um bom rótulo

Última atualização em agosto 30, 2020 às 21:52 pm



BAIÃO DE DOIS

 Popular, delicioso e fácil de preparar, o típico baião de dois nasceu no Nordeste do Brasil e traz o feijão com arroz, dupla imbatível da comida típica brasileira, combinados com queijo coalho e carne-seca. Nossa dica para tornar o preparo mais prático: feijão e arroz podem ser cozidos na véspera

 Rendimento 6 porções / Tempo de preparo 1 hora / Dificuldade moderada

Ingredientes

 

  • 100 g de bacon cortado em cubos

 

  • 1 cebola roxa picada

 

  • 3 xícaras (chá) de arroz cozido

 

  • 3 xícaras (chá) de feijão de corda cozido, escorrido

 

  • 300 g de carne-seca dessalgada, cozida e desfiada

 

  • 150 g de queijo coalho cortado em cubos

 

  • 2 tomates picados em cubos pequenos

 

  • 1 pimentão verde picado

 

  • Sal e pimenta dedo-de-moça a gosto

 

  • Manteiga de garrafa a gosto

 

  • Coentro picado para salpicar

 

 Preparo

 

  1. Em uma panela grande, aqueça 1 colher (sopa) de manteiga de garrafa e nela doure o bacon e a cebola.

 

  1. Acrescente o arroz, o feijão e a carne-seca, já cozidos. Mexa bem e ajuste o sal

 

  1. Junte o queijo coalho e o pimentão. Misture.

 

  1. Retire do fogo e finalize adicionando os tomates picados e a pimenta dedo-de-moça, sem as sementes.

 

  1. Salpique com o coentro e sirva, acompanhado da manteiga de garrafa, caso deseje adicionar um pouco mais desse ingrediente.

 

 Harmonização

Petit Tracteur A.O.C. Côtes du Rhône Rosé 2017

Côtes du Rhône, França

 

A leveza deste rosé traz frescor e delicadeza à harmonização com o baião de dois, que possui médio corpo.

 

Nederburg The Manor Pinotage 2017

Westerm Cape, África do Sul

 

O frescor deste tinto se equilibra com a untuosidade que a manteiga de garrafa e o queijo coalho cedem a este clássico da culinária brasileira.

 

Créditos da Foto: Bruno Geraldi / divulgação Wine.com.br

 

CARNE-SECA COM PURÊ DE ABÓBORA (QUIBEBE)

 

Rendimento 4 porções / Tempo de preparo 1 hora / Dificuldade fácil

Ingredientes Quibebe

 

500g de abóbora seca cortada em cubos

 

1 cebola-roxa picada

 

2 dentes de alho picados

 

2 colheres (sopa) de manteiga, regular ou de garrafa

 

Sal a gosto

 

1 pimenta dedo-de-moça picada, sem sementes 

 

Carne-seca

 

300 g de carne-seca dessalgada, cozida e desfiada

 

2 colheres (sopa) de manteiga, regular ou de garrafa

 

2 cebolas fatiadas

 

Sal e pimenta-do-reino a gosto

 

Coentro ou salsa a gosto

 

Preparo RAGU

 

  1. Cozinhe a abóbora em água fervente até ficar macia. Escorra e reserve.

 

  1. Em uma panela, aqueça a manteiga e doure a cebola e o alho. Adicione a abóbora cozida e mexa bem, incorporando os temperos e amassando a abóbora.

 

  1. Adicione sal e pimenta a gosto e reserve.

 

  1. Para a carne-seca, aqueça a manteiga em uma frigideira e doure nela a cebola fatiada. Adicione a carne e mexa bem.

 

  1. Ajuste o sal e a pimenta, e sirva com o coentro fresco ou a salsa e o quibebe.

 

Harmonização

Tormentoso Syrah 2016 Coastal Region

 

África do Sul

 

A carne-seca ganha estrutura e untuosidade com a manteiga de garrafa e pede um tinto encorpado e amadeirado, como este exemplar.

 

Baron Philippe De Rothschild Anderra Cabernet Sauvignon 2015

 

Valle del Maipo, Chile

 

Com taninos macios e acidez equilibrada, tem nuance vegetal que combina com o purê de abóbora.

 

Créditos da Foto: Bruno Geraldi / divulgação Wine.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *