Californiana Azul: saiba como conquistar o toque perfeito e sair da mesmice – Afina Menina

Californiana Azul: saiba como conquistar o toque perfeito e sair da mesmice

Falou em mudar o visual? Então as mechas californianas devem ter passado pela sua cabeça. Essa técnica se tornou referência nos salões de beleza já faz um bom tempo e, se antes ela era limitada apenas aos tons de loiro, agora o que não faltam são opções de cores para inovar no estilo.

A californiana azul é, sem dúvida, uma das preferidas entre as mulheres que não dispensam inovação. Isso porque a cor é, por si só, já é queridinha pela versatilidade e também é mais discreta quando comparada à outras tonalidades “fun” – como rosa, verde e vermelho, por exemplo.

Além disso, apostar nessa técnica que colore apenas as pontinhas do cabelo é uma ótima saída para aquelas que sempre quiseram uma mudança ousada, mas sempre ficaram com o pé atrás.

Por isso, se você está pensando em aderir ao hair azul nas pontas, confira as dicas que separamos com tudo que você precisa saber!

Uni Duni Tê qual azul escolher?

Californiana azul turquesa, azul petróleo, azul sereia ou azul unicórnio: são diversas variações de nomes e tons, que vão dos mais claros aos mais escuros. Se você está em dúvida qual escolher, a dica é levar em consideração a cor do comprimento do seu cabelo.

Veja mais  Reinvenção da moda: St Trois participa de inovador showroom digital

Funciona assim: se o seu cabelo é loiro, por exemplo, os fios tendem a harmonizar melhor com tons mais claros, como os azuis candy colors ou o  azul sereia, eleito o queridinho da vez por deixar a cor dos fios mais viva e divertida! Mas, se as madeixas forem escuras, a dica é investir em tons igualmente mais fortes. O azul marinho, o royal ou até mesmo um preto azulado são muito bem vindos.

Anote: para conquistar qualquer uma dessas cores, você pode usar um tonalizante capilar, que é uma espécie de tintura sem amônia e, por isso, menos agressivo para o cabelo.

Conquiste a californiana azul perfeita

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais uma vez, considerar a tonalidade natural dos seus fios é muito importante. Cabelos naturalmente claros não precisam, necessariamente, passar pelo processo de descoloração para colorir as pontas do cabelo.

Veja mais  Sugestão de presentes: Kits Fiorucci com hidratantes

No caso dos escuros, eles precisam, sim, passar por esse processo para que a tintura ou tonalizante penetrem na fibra capilar. Isso porque a descoloração tira o pigmento natural dos fios, preparando o as cutículas do cabelo para receber a nova coloração.

É importante lembrar que descolorir o cabelo é um processo que tira nutrientes necessários para os fios e, por este motivo, é preciso ter certeza que seus cabelos estão fortes e saudáveis o suficiente para passar pela procedimento. Aqui, a dica é intercalar os tratamentos de hidratação, nutrição e reconstrução por pelo menos um mês antes da mudança. Além disso, não se esqueça de fazer um teste de mecha para ver se seus fios estão prontos para serem descoloridos e coloridos novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *