Alimentação na terceira idade precisa de cuidados especiais

Chega em um momento da vida que precisamos rever conceitos e prestar mais atenção à saúde. Essa via de regra deve ser maior quando nos aproximamos da chamada terceira idade. E um dos principais pilares para manter-se ativo e em boa forma, é a alimentação. Nesse período da vida o corpo humano começa a absorver os nutrientes com mais dificuldade. É fundamental ater-se à qualidade e quantidade dos alimentos, bem como são preparados. O avançar dos anos deixa o paladar menos aprimorado, a deglutição fica um pouco mais difícil, e com isso a pessoa perde um pouco do prazer na hora da refeição.

São imprescindíveis algumas orientações para que o idoso busque tirar proveito nesse momento. Algumas dicas de alimentação saudável se fazem necessárias, para que não haja nenhum tipo de déficit nutricional neste momento da vida. Buscar comer as refeições sempre no mesmo horário ajuda o organismo a funcionar melhor, beber muita água, podendo variar o sabor aromatizando com laranja, limão ou folhinhas de hortelã. Outro ponto importante é comer com calma, deglutindo bem os alimentos. Caso aconteça a dificuldade de ingerir algum item, vale moer, ralar ou picar a comida. Os alimentos cozidos no vapor são ideais, em detrimento aos assados, fritos ou cozidos na água, já que o vapor ajuda a amaciar o alimento. E comer muito de uma só vez não é aconselhável. Tentar fracionar a alimentação para respeitar os limites do corpo e não sobrecarregar o estômago.

Nesse processo, consumir proteína é de vital importância para as pessoas que atingiram a terceira idade. Como ela atua em quase todos órgãos, músculos e tecidos, esse item nutricional deve estar cotidianamente presente no prato dessa parte da população. Uma boa opção para essa dieta é a ingestão de proteína vegetal, derivada de grãos, oleaginosas ou cereais.

Uma ótima opção é a granola vegana de caramelo salgado, produzida pela empresa MadeReal, que se destaca pela praticidade e alto teor nutricional de seus produtos. O alimento é perfeito para ser apreciado com fruta ou até mesmo em saladas. O detalhe é que a granola não perde a crocância. Rica em fibras e com baixos índices de gordura, pode ser incluída em dietas mais restritivas e é composta por pistache, noz pecan, cranberry, lascas de coco e semente de abóbora. Já a granola proteica, sem adição de açúcar, tem um leve sabor de coco, finalizada com toque suave de canela e de cardamomo. Completam esse cenário degustativo castanha de caju, amêndoa, semente de girassol e de abóbora, cardamomo, canela e flor de sal.

Esse é um modelo de alimentação saudável que os idosos podem ter. Uma outra observação importante é evitar o consumo de alimentos processados, recheados e com temperos prontos. Um quantitativo muito grande de açúcar, sal e gordura leva ao aparecimento de diversas doenças como hipertensão, inchaço corporal, problemas cardiovasculares e renais. Sempre dar preferência para os temperos, ervas e especiarias naturais, e se possível, cultivados em hortas que os próprios idosos possam cultivar.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar