Transtornos Alimentares: Conheça as Diferenças de Cada Tipo e os Sintomas

Os transtornos ou distúrbios alimentares são perturbações relacionadas a alimentação, caracterizados por alterações na forma de se alimentar, o que normalmente ocorre devido a uma preocupação excessiva com o peso e a aparência do corpo. Assim, é possível que a pessoa fique várias horas sem se alimentar, faça uso frequente de laxantes e evite sair para comer em locais públicos, por exemplo.

A médica nutróloga Dra. Marianna Magri fala que normalmente a desconfiança de um problema de perturbação alimentar, começa no consultório do nutrólogo, mas quem fecha o diagnóstico é o médico psiquiatra.

Os transtornos alimentares podem trazer consequências sérias para a saúde, como problemas nos rins, no coração e pode levar até a morte, já que pode haver falta ou excesso de nutrientes, dependendo do transtorno alimentar, o que pode interferir no funcionamento de alguns órgãos.

“De forma geral, surgem com mais frequência nas mulheres, especialmente durante a adolescência, os transtornos alimentares costumam estar ligados a problemas como falta de aceitação do próprio corpo, baixa autoestima, ansiedade, depressão.” explica.

“Existem diversos tipos de transtornos alimentares, mas os três principais são: anorexia, bulimia e transtorno de compulsão alimentar. 90% dos casos de diagnósticos do transtorno alimentar se enquadram dentro desses três casos.” complementa Marianna Magri.

 

Diferença dos casos dos transtornos alimentares:

anorexia ou anorexia nervosa é um distúrbio no qual a pessoa vê seu corpo sempre com excesso de peso, mesmo que ela esteja claramente com baixo peso, desnutrida e com o seu consumo alimentar bem abaixo de suas necessidades. Existe um medo intenso de ganhar peso e uma obsessão para emagrecer, sendo a sua principal característica a rejeição a qualquer tipo de comida.

De acordo com Marianna uns dos principais sintomas da anorexia é olhar no espelho e se sentir gordo, não comer para não engordar, contar as calorias da refeição antes de comer, evitar comer em público, fazer exercícios em excesso para emagrecer e tomar remédios para emagrecer sem necessidade alguma.

bulimia é caracterizada por episódios frequentes de compulsão alimentar, nos quais há um consumo de grandes quantidades de comida, seguido de comportamentos compensatórios como forçar o vômito, usar laxantes ou diuréticos, ficar sem comer e praticar exercícios em excesso para tentar controlar o peso.

Os principais sintomas da bulimia são, inflamação crônica na garganta, refluxo gástrico, cáries e sensibilidade nos dentes, praticar muito exercícios físico, comer grandes quantidades escondido, desidratação e problemas gastrointestinais.

 

A principal característica da compulsão alimentar são episódios frequentes de comer exageradamente, mesmo quando não se tem fome ou a ingestão de alimentos hipercalóricos.

Existe uma perda do controle sobre o que se comer, mas não existe comportamentos compensatórios como vômitos ou uso de laxantes.

Alguns dos principais sintomas da compulsão são, comer exageradamente até quando não se tem fome, dificuldade para parar de comer, comer muito rápido, consumir alimentos estranhos, como arroz cru ou feijão gelado, por exemplo, e excesso de peso.

A especialista alerta que caso você tenha alguém da sua família ou algum conhecido que tenha qualquer problema de perturbação com a alimentação, procure ajuda de uma profissional qualificado.

“Os transtornos alimentares possuem cura e podem ser tratados, e quanto mais cedo forem diagnosticados mais eficaz pode ser o tratamento.” finaliza Marianna Magri.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar